New England Patriots Report: New England Patriots @ Miami Dolphins

Marco Castro 1 de Novembro de 2015 Análise Jogos NFL, NFL Comentários Desligados
New England Patriots vs Miami Dolphins

New England Patriots @ Miami Dolphins

New England Patriots @ Miami Dolphins

New England Patriots @ Miami Dolphins

O hype que vinha de Miami esbarrou de frente numa equipa dos Patriots que se exibiu em alto nível, competente a atacar e feroz a defender, transformando um jogo previsivelmente equilibrado, numa vitória (quase) esmagadora. Na verdade, contar a história deste jogo quase se torna escusado, visto que o mesmo não teve história. Os Patriots tiveram a primeira posse de bola e produziram um excelente drive atacante, que culminou num touchdown do inevitável Gronkowski. Na resposta, os Dolphins produziram o seu melhor drive da primeira parte, com 8 jogadas e que resultou num ganho de apenas 22 jardas. Aliás, a melhor forma de descrever a exibição defensiva dos Pats nesta primeira parte, é dizendo que a equipa de Miami não conseguiu passar do meio campo uma única vez nem no 1º período, nem no 2º período. No ataque e depois de 4 punts seguidos, Brady conduziu a equipa à obtenção de um field goal (fabuloso, de 52 jardas) e um touchdown do cada vez
mais influente Dion Lewis. Antes destas duas pontuações, os Dolphins tinham feito a cortesia de oferecer um safety aos Patriots. Ao intervalo, 19-0. A segunda parte arrancou com posse de bola para Tannehill, que conduziu o melhor drive da partida para a sua equipa, com 7 jogadas executadas em apenas 3 minutos e 35 segundos, numa progressão de 80 jardas que culminou num touchdown de Lamar Miller. Com 19-7, nunca pairou no ar a ideia de uma recuperação, visto que os Patriots responderam no ataque com um field goal e na defesa com um punt mais uma interception, que levou o jogo para o 4º período com 22-7. Daqui até ao fim, assistiu-se à aniquilação dos Dolphins, com dois touchdowns de Edelman sem resposta. Com 4 minutos para jogar, a coisa estava resolvida e daí até ao fim, foi apenas deixar correr o relógio com alguns suplentes em campo. Vitória tão justa quando incontestável dos Patriots, que souberam dominar os rivais de divisão em todos os aspectos do jogo.

Homem do Jogo

Chandler Jones: Que nos perdoe o Dion Lewis (que também merecia esta distinção), mas num jogo em que a defesa se mostrou dominante, é justo destacar este jogador, que lidera a NFL com 8,5 sacks. Só ontem foram mais 2, aos quais juntou mais 4 tackles. Brilhante!

Pela Positiva

Dion Lewis: Não pareceu nada limitado pela lesão no abdómen, exibindo-se a um nível elevadíssimo, com 6 recepções para 93 jardas e um touchdown, mais 5 transportes para 19 jardas. Este jogador é um verdadeiro achado, o melhor running back da equipa (e o melhor recebedor de passes desde Danny Woodhead), tornando o ataque muito mais perigoso e imprevisível quando está em campo.

Tom Brady: Continua em alta. Ontem completou 26 passes em 38, para 356 jardas e 4 touchdowns. Aos 38 anos, parece jogar como se tivesse 28. Notável.

Logan Ryan: É certo que Malcolm Butler tem merecido bastante mais atenção, mas o cornerback mais produtivo da equipa tem sido (o mal amado) Logan Ryan, que já soma 3 interceptions na presente temporada. Ontem, foi mais uma, quando os Dolphins ainda sonhavam com a reviravolta.

Julian Edelman: Começou o jogo algo discreto, mas terminou com 7 recepções para 81 jardas e 2 touchdowns. Esta temporada já soma 6 touchdowns, igualando o seu melhor resisto, sendo que estamos apenas na semana #8.

Duron Harmon: Este safety fez uma grande interception no 4º período, somando já 3 na presente temporada. Na resposta, os Patriots fizeram touchdown, dando o golpe de misericórdia no Dolphins.

Pela Negativa

Cameron Fleming: Teve um jogo difícil onde nem se saiu mal. Mas foi batido por Cameron Wake para um sack e cometeu duas penalidades que atrasaram o ataque.

Equipa de Arbitragem: Não é nosso costume nomeá-los, mas ontem deixaram passar em claro duas pass interferences evidentes sobre Rob Gronkowski e Brandon LaFell que significariam importantes ganhos para o ataque.

Lesões: Era importante sair deste jogo sem lesões, mas tal não aconteceu. O right guard Tre’ Jackson lesionou-se num joelho no 4º período, temendo-se na altura uma lesão grave. No entanto o jogador saiu pelo seu próprio pé. Uma situação para avaliar nos próximos dias, sendo certo que Bryan Stork estará previsivelmente de regresso frente aos Redskins.

Pensamento do Dia

Aí está o tão desejado 7-0, com 3-0 na divisão e mais uns dias extra para descansar, antes da semana #9. Os Patriots seguem invictos e a dar excelentes sinais de esperança aos seus adeptos. No entanto, isto é a NFL e todos sabemos que nada se decide antes de Dezembro. Por isso, festejemos hoje esta vitória e comecemos depois a pensar nos Redskins, o próximo adversário em casa, antes de uma ingrata deslocação a Nova Iorque para defrontar os Giants. O caminho é ainda muito longo e difícil, mas nada disso importa. Tudo o que nos interessa é o 9-0 e é só nele que devemos pensar, com todo o respeito pelo próximo adversário.

Artigo publicado originalmente na página de Facebook Patriots Portugal

About The Author

Marco Castro

Cheguei ao Futebol Americano em 2006. Estava de férias em New Bedford, estado de Massachusetts, quando perguntei a um amigo meu aqui emigrado que me explicasse as regras deste jogo. Perguntei-lhe também qual a equipa dele e como nesta matéria estava a zeros, optei por seguir o seu conselho e dar mais atenção a uns tais de Patriots. No regresso a Portugal, consumei este namoro muito graças ao NASN (mais tarde ESPN America), o canal de desporto americano que existia na TV por cabo. Lembro-me de achar "cool" esses tais de Patriots, com os seus capacetes e calças prateadas e lembro-me igualmente de começar a investigar um pouco mais sobre um certo Tom Brady. Hoje em dia sou um Patriota fanático, (aliás, criei e faço a gestão da página de Facebook Patriots Portugal www.facebook.com/patriotsportugal), coleccionador de todo o tipo de merchandising desta equipa e acima de tudo, sofredor Domingo após Domingo, em frente à televisão, colado ao Gamepass (melhor invenção do homem, depois da roda). No trabalho e entre amigos, sou um pouco visto como "lá vem este com o futebol americano só porque foi aos Estados Unidos". Vivo bem com isso. Aliás, tento explicar-lhes "há mais táctica e estratégia neste jogo, do que nas outras modalidades todas juntas" e acrescento "é um jogo espectacularmente justo". Nada os demove a eles, mas também nada me demove a mim! Razão pela qual continuarei a alimentar esta minha paixão Patriota e o sonho de um dia, assistir a um jogo em pleno Gillette Stadium (já lá estive, mas o preço dos bilhetes adiou-me a sua concretização). Se num destes dias os Patriots vencerem o 5º SuperBowl, já sabem, podem encontrar-me a festejar (provavelmente sozinho, ou talvez não) em pleno Marquês de Pombal!

barbour pas cher barbour pas cher barbour pas cher barbour pas cher barbour pas cher golden goose saldi golden goose saldi golden goose saldi golden goose saldi golden goose saldi doudoune moncler pas cher doudoune moncler pas cher doudoune moncler pas cher doudoune moncler pas cher doudoune moncler pas cher moncler outlet online moncler outlet online moncler outlet online moncler outlet online moncler outlet online