New England Patriots @ Indianapolis Colts

Marco Castro 19 de Outubro de 2015 Análise Jogos NFL, NFL Comentários Desligados
New England Patriots vs Indianapolis Colts

New England Patriots @ Indianapolis Colts

New England Patriots vs Indianapolis Colts

New England Patriots vs Indianapolis Colts

Tínhamos deixado a aviso e não nos enganámos. Quem esperava uma tareia nos Colts certamente se desiludiu, pois a partida acabou por sem muito equilibrada, com alternância no marcador e muita incerteza quanto ao vencedor. Os de Indy entraram muito bem, num drive de 8 minutos, com 13 jogadas, boas decisões e touchdown. Os Patriots precisaram de menos de metade do tempo para responderem na mesma moeda com um touchdown de Edelman. Nas duas posses seguintes, Luck nada fez contra a defesa dos Pats e depois de uma vantagem de 3 pontos conseguida por Gostkowski, Edelman cometeu um erro tremendo (e raro), que resultou em interception para touchdown, levando de forma gratuita a equipa da casa para a liderança do marcador. Este revés durou apenas 2 minutos, o tempo que Brady precisou para avançar no terreno e meter a bola em Blount, que correu 38 jardas passando por toda a gente, para touchdown. A parada e resposta continuou, com os Colts em novo drive longo (7 minutos), com boas decisões e um touchdown de T.Y. Hilton, com apenas 2:36 para o intervalo. Os Pats reagiram bem, progrediram no terreno e viram um touchdown ser-lhes retirado por pass interference de Scott Chandler. Valeu o field goal e os Colts foram para o balneário a vencer por 20-21. A primeira posse da segunda parte foi dos Patriots, durou 4 minutos e teve o condão de fazer aparecer um muito marcado Rob Gronkowski, que correu 25 jardas e conseguiu um excelente touchdown. Seguiu-se um domínio das defesas sobre os ataques até que chegou o momento de decidiu a partida. Com 1 minuto para o fim de 3º período, numa situação de 4ª tentativa e 3 no meio campo da equipa da casa, os Colts tentam uma trick play, mudando rapidamente a formação do punt, na esperança de apanharem os Pats com 12 homens em campo. Acontece que a special team Patriota adaptou-se muito bem e acabou por atrapalhar a execução dos de Indy, que fizerem um snap
ridículo com uma flag para formação ilegal. Brady recebia a bola em zona privilegiada e precisou apenas de 6 jogadas para oferecer um touchdown (em passe) para LeGarrette Blount. Com 34-21, os Patriots entraram em modo “gestão de resultado”, não arriscando passes e cedendo a iniciativa atacante aos Colts. Estes correram mais riscos mas só conseguiram fazer touchdown a 1:19 do fim e já sem timeouts, sendo que nem o ponto extra converteram graças um um super-homem chamado Jamie Collins. Tentaram ainda o onside kick sem sucesso e depois, foi só fazer 2 kneels para a vitória justa, embora suada, com mérito nesse particular para Andrew Luck & Companhia.

Homem do Jogo

Julian Edelman. Merece esta distinção depois do seu pior jogo na presente temporada. Percebeu-se que ficou lesionado (dedo mindinho partido?) após o touchdown que conseguiu, tendo de seguida provocado a primeira interception de Tom Brady na presente temporada. Ainda assim, nunca desistiu do jogo, apanhou 6 passes em 10 possíveis e foi decisivo a inventar primeiros downs aparentemente impossíveis. Bravo!

Pela Positiva

Danny Amendola: Foi quem mais passes recebeu, aproveitando da melhor maneira toda a atenção que os Colts dispensaram a Gronkowski e a prestação limitada de Dion Lewis, devido à sua lesão no abdómen.

Dominique Easley: Fez o seu melhor jogo com pass rusher, com um sack e um hit em Luck que lhe forçou um passe incompleto. Depois de muitas dificuldades físicas, este jogador começa finalmente a aparecer e bem!

Chandler Jones: Fez a melhor exibição da temporada, com dois sacks e meio, tendo ainda provocado uma flag no 4º período por holding. Muito bem!

LeGarrette Blount: Conseguiu dois touchdowns, um numa corrida de 38 jardas e outro a receber um passe de Tom Brady. Aproveitou muito bem a menor influência de Dion Lewis.

Special TeamsExcelente a unidade de punt return, na forma como se ajustou à trick play dos Colts. Foi o momento decisivo da partida.

Pela Negativa

Devin McCourty: Esteve faltoso, algo a que nunca nos habituou, com destaque para um pass interference que levou os Colts para a redzone. Foi igualmente batido no touchdown de T.Y. Hilton.

Jonathan Freeny: Substituiu Hightower e não esteve à altura deste, sobretudo no capítulo da cobertura.

Jerod Mayo: Está a ficar para trás em relação aos colegas de posição, tendo demonstrado muitas dificuldades, sobretudo para parar Frank Gore.

Lesões: Estão a aparecer de forma preocupante. Ontem foram Marcus Cannon (dedo do pé), Jabaal Sheard (tornozelo), Julian Edelman (dedo mindinho) e Matthew Slater (joelho).

Pensamento do Dia

Vitória importantíssima, num jogo bem mais complicado do que muitos esperariam. Os Colts prepararam-se bem, não tiveram medo do risco e em alguns momentos, pareceram surpreender os Patriots. No entanto, Belichick soube fazer os ajustes necessários para garantir um importantíssimo 5-0, antes de uma série de 3 jogos seguidos em casa. Importa agora sarar as mazelas, garantir mais opções para as posições de cornerback (Malcolm Butler e Logan Ryan até estiveram bem) e de Offensive Tackle para que nada falhe na difícil recepção aos renovados Jets.

Artigo publicado originalmente na página de Facebook Patriots Portugal

About The Author

Marco Castro

Cheguei ao Futebol Americano em 2006. Estava de férias em New Bedford, estado de Massachusetts, quando perguntei a um amigo meu aqui emigrado que me explicasse as regras deste jogo. Perguntei-lhe também qual a equipa dele e como nesta matéria estava a zeros, optei por seguir o seu conselho e dar mais atenção a uns tais de Patriots. No regresso a Portugal, consumei este namoro muito graças ao NASN (mais tarde ESPN America), o canal de desporto americano que existia na TV por cabo. Lembro-me de achar "cool" esses tais de Patriots, com os seus capacetes e calças prateadas e lembro-me igualmente de começar a investigar um pouco mais sobre um certo Tom Brady. Hoje em dia sou um Patriota fanático, (aliás, criei e faço a gestão da página de Facebook Patriots Portugal www.facebook.com/patriotsportugal), coleccionador de todo o tipo de merchandising desta equipa e acima de tudo, sofredor Domingo após Domingo, em frente à televisão, colado ao Gamepass (melhor invenção do homem, depois da roda). No trabalho e entre amigos, sou um pouco visto como "lá vem este com o futebol americano só porque foi aos Estados Unidos". Vivo bem com isso. Aliás, tento explicar-lhes "há mais táctica e estratégia neste jogo, do que nas outras modalidades todas juntas" e acrescento "é um jogo espectacularmente justo". Nada os demove a eles, mas também nada me demove a mim! Razão pela qual continuarei a alimentar esta minha paixão Patriota e o sonho de um dia, assistir a um jogo em pleno Gillette Stadium (já lá estive, mas o preço dos bilhetes adiou-me a sua concretização). Se num destes dias os Patriots vencerem o 5º SuperBowl, já sabem, podem encontrar-me a festejar (provavelmente sozinho, ou talvez não) em pleno Marquês de Pombal!

barbour pas cher barbour pas cher barbour pas cher barbour pas cher barbour pas cher golden goose saldi golden goose saldi golden goose saldi golden goose saldi golden goose saldi doudoune moncler pas cher doudoune moncler pas cher doudoune moncler pas cher doudoune moncler pas cher doudoune moncler pas cher moncler outlet online moncler outlet online moncler outlet online moncler outlet online moncler outlet online