New England Patriots Report: New England Patriots vs Houston Texans

Marco Castro 15 de Dezembro de 2015 Análise Jogos NFL, NFL Comentários Desligados
New England Patriots vs Houston Texans

New England Patriots vs Houston Texans

New England Patriots vs Houston Texans

New England Patriots vs Houston Texans

Terminou em Houston o eclipse dos Patriots, que havia começado no 4º período da partida de Denver e durado praticamente todo o jogo frente aos Eagles. Esta madrugada, tudo voltou ao normal, com grande destaque para a soberba exibição da defesa. Esta unidade cedo começou a demonstrar ao que vinha, expulsando Brian Hoyer de campo por duas vezes consecutivas com 3 and out. O mesmo aconteceu a Tom Brady, mas apenas por uma vez. Na segunda oportunidade que o #12 teve, disparou um míssil para Gronkowski, que valeu um ganho de 45 jardas, deixando os Patriots em óptima posição para marcar. Isso acabou por acontecer, por intermédio de Keshawn Martin, que correu uma excelente rota e conseguiu o primeiro touchdown da noite frente à sua anterior equipa. Na resposta os Texans fizeram o seu drive mais longo de toda a partida (4:44), com 9 jogadas que culminaram em field goal. Em vantagem por 7-3, os Patriots produziram um drive semelhante, com 5:25, 11 jogadas e… field goal, repondo assim o diferencial de 7 pontos. Estávamos já em pleno 2º período e os ataques mostravam-se nesta fase capazes de progredir no terreno. Os Texans responderam, com novo ataque bem sucedido, resultando naquele que seria o (seu) último field goal da noite. Com 10-6 no resultado, os Patriots foram forçados a um punt (o melhor da noite, deixando as bola a 3 jardas da endzone dos Texans), mas a sua defesa fez ainda melhor, forçando o 3 and out a Hoyer em zonas muito recuadas. Keshawn Martin ainda ganhou 12 jardas no punt return e Brady ficou em boa posição para o último ataque da primeira parte. Com 2:45 para jogar, o #12 fez uma excelente gestão do relógio, lançando 8 jogadas que duraram 2:31 e que terminaram num touchdown do inevitável Gronkowski. O jogo foi para intervalo com 17-6 no resultado. A primeira posse do 3º período foi dos Patriots e resultou num field goal que dilatou o diferencial para 14 pontos, ou seja, 2 touchdowns. Daqui até ao final deste quarto, o ataque dos Pats tirou o pé do acelerador e a defesa impôs-se em grande nível, com todo o destaque a ir para a forma como anularam um problema criado por Keshawn Martin, que não segurou a bola num punt return, perdendo-a e deixando os Texans a 21 jardas da endzone Patriota. Temeu-se um Denver parte 2, mas não, porque Hoyer não teve qualquer hipótese, forçado uma 4ª tentativa e 4 jardas que em nada resultou. Daí até ao início do 4º período o jogo foi das defesas e na primeira posse dos Texans, Jabaal Sheard faz um tremendo sack a Hoyer, seguido de fumble, com recuperação de bola para os Pats. A apenas 7 jardas da enzdone dos Texans, Brady não desperdiçou e os Patriots fizeram novo touchdown por James White. Foi o golpe de misericórdia! Daqui até ao fim, viu-se Hoyer a insistir nos passes, mas sem sucesso perante uma defesa em noite sim. Com 21 pontos de vantagem o ataque também não forçou e a partida terminou com uma vitória categórica dos Patriots.

Homem do Jogo

Defesa: Seria tremendamente injusto escolher alguém em especial. Akiem Hicks e Jabaal Sheard estiveram muito bem no pass rush, sem esquecer que o primeiro foi fundamental a parar o jogo corrido dos Texans (apenas 87 jardas no total). Jerod Mayo fez uma exibição que lembrou os velhos tempos. Malcolm Butler, Logan Ryan e o recém chegado Leonard Johnson estivaram tremendos, não dando quase nenhuma hipótese aos receivers dos Texans. A defesa como um todo concedeu um total de apenas 189 jardas e 7 primeiros downs. Em passe só cederam 102 jardas, somando ainda 6 sacks para valeram 57 jardas.

Pela Positiva

Rob Gronkowski: Já teve estatísticas melhores, mas se pensarmos que há 2 semanas parecia lesionado para o resto da temporada, temos de nos dar por muito felizes. Destaque para a recepção de 45 jardas que viria a permitir o 1º toutchdown e a recepção de 1 jarda que resultou no 2º touchdown.

Tom Brady: Fez o seu melhor jogo sem Edelman. Completou 22 passes em 30, para 226 jardas e 2 touchdowns. Ainda correu a bola 13 jardas no 4º período e conseguiu não sofrer nenhum sack de J. J. Watt.

Keshawn Martin: Aquele punt return falhado podia ter custado caro e mancharia uma boa exibição, com 3 recepções em 4 possíveis, para 23 jardas e 1 touchdown. Fez 3 kickoff returns com uma média de 22,3 jardas conquistas e 4 punt returns com uma média de 11,5 jardas conquistadas.

Danny Amendola: Também ele vindo de lesão e de treinos limitados, conseguiu 6 recepções em 8 possíveis, para 46 jardas. É uma máquina!

Pela Negativa

Lesões: Parecem não ter fim. Ontem foram LeGarrette Blount (coxa), Jonathan Freeny (mão), Devin McCourty (tornozelo) e Dominique Easley (perna esquerda). Esperemos que nenhum destes jogadores fique muito tempo afastado.

Patrick Chung: Foi batido numa corrida de 37 jardas de Jonathan Grimes e mais tarde, novamente batido por Ryan Griffin, que felizmente deixou cair a bola. Treinou toda a semana limitado e terá jogado sem estar a 100%.

Tre’ Jackson: O rookie right guard provocou duas flags por holding.

Pensamento do Dia

No dia em que os Bengals e os Broncos perderam os seus jogos (respectivamente para Steelers e Raiders) caindo ambos para 10-3, os Patriots avançaram para 11-2 e voltaram a ser líderes a Conferência AFC. Isto significa que dependem novamente apenas de si próprios para conquistarem a folga na 1ª ronda dos playoffs e também a home-field advantage. Importa referir que nesta corrida a três, os Bengals perderam também o seu quarterback titular (Andy Dalton), que fracturou o dedo polegar (algo que se lamenta). Mais: os Broncos visitam os Steelers já no próximo Domingo e recebem os Bengals no Domingo a seguir. Quer isto dizer que os Patriots controlam o seu próprio destino, o que é excelente. No entanto é muito cedo para euforias, sendo agora fundamental recuperar bem esta semana e tudo fazer para evitar nova surpresa em Foxborough, na recepção que os Pats vão fazer aos Titans.

Artigo publicado originalmente na página de Facebook Patriots Portugal

About The Author

Marco Castro

Cheguei ao Futebol Americano em 2006. Estava de férias em New Bedford, estado de Massachusetts, quando perguntei a um amigo meu aqui emigrado que me explicasse as regras deste jogo. Perguntei-lhe também qual a equipa dele e como nesta matéria estava a zeros, optei por seguir o seu conselho e dar mais atenção a uns tais de Patriots. No regresso a Portugal, consumei este namoro muito graças ao NASN (mais tarde ESPN America), o canal de desporto americano que existia na TV por cabo. Lembro-me de achar "cool" esses tais de Patriots, com os seus capacetes e calças prateadas e lembro-me igualmente de começar a investigar um pouco mais sobre um certo Tom Brady. Hoje em dia sou um Patriota fanático, (aliás, criei e faço a gestão da página de Facebook Patriots Portugal www.facebook.com/patriotsportugal), coleccionador de todo o tipo de merchandising desta equipa e acima de tudo, sofredor Domingo após Domingo, em frente à televisão, colado ao Gamepass (melhor invenção do homem, depois da roda). No trabalho e entre amigos, sou um pouco visto como "lá vem este com o futebol americano só porque foi aos Estados Unidos". Vivo bem com isso. Aliás, tento explicar-lhes "há mais táctica e estratégia neste jogo, do que nas outras modalidades todas juntas" e acrescento "é um jogo espectacularmente justo". Nada os demove a eles, mas também nada me demove a mim! Razão pela qual continuarei a alimentar esta minha paixão Patriota e o sonho de um dia, assistir a um jogo em pleno Gillette Stadium (já lá estive, mas o preço dos bilhetes adiou-me a sua concretização). Se num destes dias os Patriots vencerem o 5º SuperBowl, já sabem, podem encontrar-me a festejar (provavelmente sozinho, ou talvez não) em pleno Marquês de Pombal!

barbour pas cher barbour pas cher barbour pas cher barbour pas cher barbour pas cher golden goose saldi golden goose saldi golden goose saldi golden goose saldi golden goose saldi doudoune moncler pas cher doudoune moncler pas cher doudoune moncler pas cher doudoune moncler pas cher doudoune moncler pas cher moncler outlet online moncler outlet online moncler outlet online moncler outlet online moncler outlet online