New England Patriots Report: New England Patriots vs New York Giants

André Novais de Paula 16 de Novembro de 2015 Análise Jogos NFL, NFL Comentários Desligados
New England Patriots vs New York Giants

New England Patriots vs New York Giants

New England Patriots vs New York Giants

New England Patriots vs New York Giants

Previa-se que pudesse ser épico, mas o jogo de ontem teve laivos de Super Bowl, com muita emoção, rivalidade, alternância no marcador, jogadas incríveis, erros grosseiros e o vencedor decidido a 1 segundo do fim. Os Patriots entraram muito bem, com um drive longo de 14 jogadas que durou mais de 8 minutos e que culminou em touchdown. No entanto, esse ascendente durou apenas 51 segundos, o tempo que os Giants precisaram para empatar por Beckham Jr. graças a um erro partilhado por Butler e McCourty. A esta entrada fulgurante, seguiu-se um período mais incaracterístico do ataque dos Patriots, com uma sequência de punt – field goal – punt – punt. Os Giants refizeram-se bem de uma sequência de punt e fumble, arrancando para um final de primeira parte conde conseguiram um field goal e um touchdown, fixando o resultado em 17-10. Importa destacar a lesão de Edelman e o desnorte que ela trouxe ao ataque dos Patriots, complementado pelas dificuldades que a offensive line sentia para proteger Brady. A segunda parte arrancou com uma boa posse de bola para os Giants, que fizeram 10 jogadas em mais de 5 minutos, para alcançarem um field goal. Os Pats perdiam por 10 pontos, o maior défice da temporada e mostravam-se incapazes de atacar, com mais um three and out a culminar um playcall muito conservador. Na resposta os Giants não fizeram melhor e no punt consequente, Amendola esteve espantoso, passando por tudo e todos, num retorno de 82 jardas que só não acabou em touchdown devido a… Duron Harmon, que involuntariamente derrubou o #80. No entanto, Brady aproveitou a oferta, complementada por um pass interference que colocou os Pats a 1 jarda da endzone e touchdown para Blount. Voltava a haver jogo no MetLife Stadium. Os Giants não se enervaram e fizeram um drive de quase 4 minutos, que teve 9 jogadas e que culminou em field goal. A perder por 6 pontos, Brady teve a pior entrada possível no 4º período, ao sofrer um sack e um fumble, que oferecia a bola a Manning no coração do meio-campo Patriota. Quando as coisas pareciam perdidas, aparece um gigante chamado Ninkovich, que faz um grande sack ao quarterback dos Giants, fazendo-o perder 13 jardas. Esse ataque ficou assim comprometido e os Pats voltavam a acreditar. Mais ainda quando no drive seguinte, Brady dispara para Gronkowski, que corre sozinho todo o meio-campo dos Giants para um touchdown de 76 jardas. Incrivelmente e no meio de tantas incidências, os Patriots voltavam à liderança do marcador, por 1 ponto. Na resposta os Giants sofrem um three and out e os Pats arrancam para um drive caricato onde Brady sofreu um fumble, recuperado por Bryan Stork, mais tarde disparou um míssil para LaFell que deixou a equipa à beira da endzone, seguiu-se um touchdown de Blount (que arrumaria a partida) que foi anulado por holdind e por fim, uma inacreditável interception que trouxe os Giants de volta ao jogo. Manning levou a equipa muito bem, consumindo 4 minutos em 15 jogadas. Destaque para o touchdown de Beckham Jr. que Butler miraculosamente anulou e para o field goal que colocou os da casa a vencer por 2 pontos, a 1:47 do fim da partida. Já sem timeouts, Brady arrancou para o drive do tudo ou nada, quase foi interceptado (milagre), recompôs-se e disparou os passes necessários (um deles dramático para Amendola, numa situação de 4ª tentativa e 10) para deixar a bola a 36 jardas da endzone dos Giants, a 6 segundos do fim. Gostkowski concretizou o field goal de 54 jardas e os Patriots venceram com muitas dificuldades o jogo que pareciam condenados a perder.

Homens do Jogo

Danny Amendola e Malcolm Butler: O primeiro, porque vestiu a pele de Edelman, com 10 recepções (algumas delas críticas) para 79 jardas e porque fez o punt return que trouxe os Patriots de volta ao jogo, numa altura em que o ataque não conseguia progredir. O segundo porque soube sobreviver a um tremendo touchdown de Odell Beckham Jr. de 87 jardas logo no primeiro duelo entre os dois, permitindo apenas mais 2 recepções à estrela de Nova Iorque, com todo o destaque a ir para o touchdown que evitou no 4º período (que daria a vitória aos Giants), tirando a bola das mãos do #13 dos NYG.

Pela Positiva

Stephen Gostkowski: Que monstro! Bateu o field goal de 54 jardas que deu a vitória à equipa e bateu também o record da franquia que pertencia a Adam Vinatieri, passando a ser o Patriota com mais field goals de sempre: 264!

Rob Ninkovich: Apareceu num momento dramático, com um tremendo sack que impediu os Giants de pontuarem e de fugirem irremediavelmente no marcador.

Rob Gronkowski: Recebeu 5 passes para 113 jardas, mas aquele touchdown de 76 jardas foi do outro mundo, levando a equipa de volta para a liderança do marcador.

Chandler Jones: Mais um sack (seguido de fumble), elevando a sua conta pessoal para 10,5 nesta temporada. Fabuloso!

Pela Negativa

Justin Coleman e Rashann Melvin: Sentiram ambos tremendas dificuldades na marcação aos receivers dos Giants, com algumas flags escusadas pelo meio.

Duron Harmon: Se os Pats não tivessem marcado touchdown na sequência do punt return de Amendola, seria trucidado. Felizmente marcaram e assim, foi só o autor do momento caricato da semana.

Devin McCourty: É sua grande parte da responsabilidade no touchdown de Beckham Jr., visto que falhou claramente a abordagem ao lance.

Lesões: Julian Edelman partiu, ao que tudo indica, o pé e estará de fora até aos playoffs. Next man up é muito bonito, mas o roster começa a ficar perigosamente debilitado.

Flags: Não gostamos de falar de arbitragens, mas ontem, com o comissário Roger Goodell no estádio, a coisa parecia mesmo inclinada para o lado dos Giants.

Josh McDaniels: O playcall de ontem esteve particularmente desinspirado, com todo o destaque a ir para aquela tentativa de passe para touchdown no 4º período que resultou em interception. Nessa altura do jogo, era apostar tudo em Blount, sabendo que um field goal deixava os Giants a precisarem de um touchdown para vencerem.

Pensamento do Dia

A fibra de uma grande equipa vê-se na adversidade e nesta deslocação a Nova Iorque, tudo parecia correr mal aos Patriots. As lesões de Dion Lewis e Sebastian Vollmer, o vírus de Jamie Collins, a lesão de Julian Edelman, o dia menos bom da offensive line que deixou Brady muito exposto, as flags polémicas que ajudaram os Giants a progredir no terreno, o playcall menos eficaz e também, é justo dizê-lo, o adversário a fazer provavelmente o melhor jogo da temporada. A tudo isto os Patriots resistiram, conseguindo uma vitória tão justa, quando épica e sofrida. Importa agora descansar bem (felizmente o próximo jogo é só na 2ª feira) e tentar ter o maior número de jogadores disponíveis para o embate com os Bills. O 9-0 é uma realidade e hoje é dia de festejá-lo!

Artigo publicado originalmente na página de Facebook Patriots Portugal

About The Author

André Novais de Paula

Sempre gostei de desporto e sempre senti uma grande curiosidade em relação a desportos Americanos, mas infelizmente o contacto com essa realidade era escasso e intermitente. Cheguei mesmo a jogar InLine Hockey (semelhante ao Ice Hockey, mas com patins em linha) durante vários anos nos Sharks de Oeiras, mas mesmo seguir a NHL era complicado. Tudo mudou quando a televisão por cabo começou a transmitir canais com estes desportos. O Futebol Americano foi Amor à primeira vista. Para que eu ficasse completamente viciado bastou ver o primeiro jogo. Depois disso já não havia volta atrás. O passo seguinte foi começar a descobrir cada vez mais sobre este incrível desporto. Rapidamente constatei que não havia muita informação em Português e juntamente com o Paulo Silva Curto abri uma página no Facebook para juntar outros fãs de Futebol Americano. Não sonhávamos na altura que este pequeno projecto iria crescer desta forma e que um dia iríamos ter um Blog dedicado somente a este desporto que nos tem dado tantas alegrias e horas bem passadas. Aproveito para confessar que sou fã dos Green Bay Packers. Go Packers!

barbour pas cher barbour pas cher barbour pas cher barbour pas cher barbour pas cher golden goose saldi golden goose saldi golden goose saldi golden goose saldi golden goose saldi doudoune moncler pas cher doudoune moncler pas cher doudoune moncler pas cher doudoune moncler pas cher doudoune moncler pas cher moncler outlet online moncler outlet online moncler outlet online moncler outlet online moncler outlet online