New England Patriots Report: Tennessee Titans vs New England Patriots

Marco Castro 22 de Dezembro de 2015 Análise Jogos NFL, NFL Comentários Desligados
Tennessee Titans v New England Patriots

Tennessee Titans vs New England Patriots

Tennessee Titans vs New England Patriots

Tennessee Titans vs New England Patriots

Vamos lá ao que interessa: os Patriots venceram os Titans e contaram com a ajuda dos Steelers (que derrotaram os Broncos) para garantirem desde já a folga na 1ª ronda dos playoffs, estando a uma vitória apenas da preciosa home-field advantage. O jogo contra a equipa de Tennessee foi algo atípico, com os Patriots a entrarem demolidores na defesa e muito certeiros no ataque, com o melhor drive de toda a partida (11 jogadas e 7 tentativas de passe, todas elas bem sucedidas) que culminou em touchdown de Gronkowski. No início do 2ª período, os Pats voltaram a marcar, mas com a defesa em campo, graças a um sack de Chandler Jones, que resultou em fumble, recuperado por Akiem Hicks para touchdown. Cheirava a massacre, mas os Pats voltaram a falhar num punt return (desta vez foi Amendola), no coração do seu meio campo defensivo. A defesa segurou (e lesionou) Mariota, mas não evitou o field goal. A resposta do ataque Patriota foi a melhor possível, com um super kickoff return de Keshawn Martin, que correu 75 jardas, deixando Brady em óptima posição. O #12 passou a bola a James White, que correu as 30 jardas que faltavam para novo touchdown. Com 21-3, o jogo estava praticamente sentenciado e os Pats entraram em modo serviços mínimos. No ataque seguinte os Titans nada fizeram contra a tremenda defesa dos Pats, que recuperou a bola numa situação de 4ª tentativa e 1 jarda. Na resposta, Brady comandou um drive interessante, sobretudo devido a Joey Iosefa, resultando em field goal. Até ao intervalo, destaque apenas para a lesão de Amendola num punt return (porquê repetir o erro de o arriscar nestas situações?) e para um field goal de 48 jardas falhado por Gostkowski. A segunda parte arrancou com posse de bola para os Patriots, que terminou num 3 and out e logo de seguida os Titans fizeram um bom drive que resultou em touchdown. Percebia-se que os Pats não queriam forçar muito e daqui até ao fim o seu ataque apenas produziu field goals (3) e punts (2). Já a defesa e apesar de ter permitido mais um touchdown aos Titans (numa jogada corrida que resultou na lesão de Chung), mostrou acerto com duas intercepions (Butler e Collins) selando uma vitória justa, num jogo com bons momentos, mas pouco emotivo, sendo fácil de perceber que os jogadores começam a ter a cabeça nos playoffs.

Homem do Jogo

Chandler Jones. Fez mais dois sacks, um deles a resultar em fumble e em touchdown para os Patriots. Está a fazer uma temporada soberba, já com 12,5 sacks.

Pela Positiva

James White. Está a revelar-se um excelente… receiver. Ontem foi quem mais passes apanhou, 7, para 71 jardas e 1 touchdown (o 5º da temporada). No 4º período ainda viu uma recepção seguida de corrida para 70 jardas serem anuladas por falta de Keshawn Martin.

Jamie Collins. Parece de volta ao seu habitual, com uma grande exibição. Foram oito tackles, um sack que viria a lesionar Mariota e ainda uma interception.

Joey Iosefa. Falou-se muito de Montee Ball para substituir Blount e eis que aparece esta locomotiva, com 14 transportes para 51 jardas. Destaque para a forma como passou a ferro Coty Sensabaugh, numa corrida de 15 jardas. Promete!

Malcolm Butler. Fez um jogão, permitindo apenas duas recepções para um total de 12 jardas. Faz ainda a sua segunda interception da temporada.

Brandon LaFell. Tem sido muito criticado pela quantidade de drops, mas ontem fez lembrar o LaFell da temporada passada, com 4 recepções para 88 jardas, incluindo um passe longo para 31 jardas.

Pela Negativa

Danny Amendola. Sofreu um fumble escusado num punt return, aumentando para quatro o número de jogos consecutivos em que os Pats cometem este erro.

Leonard Johnson. Não esteve tão efectivo como no jogo de estreia, mas o pior foi a falta que fez, negando a Butler uma interception.

Jordan Richards. Não é fácil substituir Devin McCourty e o rookie nem esteve mal. Mas deixou escapar duas interceptions que estiveram nas suas mãos e mais tarde, não foi capaz de parar Delanie Walker numa corrida de 75 jardas para touchdown.

Lesões. Continua a arrepiante sucessão de lesões. Ontem foram Amendola, Hightower e Chung. Em relação aos dois primeiros (ambos no joelho), não se entende a necessidade de arriscá-los, tendo em conta vinham recuperando de problemas físicos.

Pensamento do Dia

Objectivo cumprido. Os Patriots não deslumbraram, mas também não se esperava que o fizessem. Venceram, mostraram que conseguiram fazer face às lesões de Blount e Easley, e colocaram-se numa posição privilegiada para conquistarem a home-field advantage. É isso que importa nesta fase da temporada. Ser pragmático, correr poucos riscos e alcançar os objectivos. Primeiro foi a vitória na divisão e a consequente presença nos playoffs, depois foi a 1st round bye. Resta agora vencer um dos jogos que faltam para que o caminho para o Super Bowl 50 seja sempre feito em Foxborough.

Artigo publicado originalmente na página de Facebook Patriots Portugal

About The Author

Marco Castro

Cheguei ao Futebol Americano em 2006. Estava de férias em New Bedford, estado de Massachusetts, quando perguntei a um amigo meu aqui emigrado que me explicasse as regras deste jogo. Perguntei-lhe também qual a equipa dele e como nesta matéria estava a zeros, optei por seguir o seu conselho e dar mais atenção a uns tais de Patriots. No regresso a Portugal, consumei este namoro muito graças ao NASN (mais tarde ESPN America), o canal de desporto americano que existia na TV por cabo. Lembro-me de achar "cool" esses tais de Patriots, com os seus capacetes e calças prateadas e lembro-me igualmente de começar a investigar um pouco mais sobre um certo Tom Brady. Hoje em dia sou um Patriota fanático, (aliás, criei e faço a gestão da página de Facebook Patriots Portugal www.facebook.com/patriotsportugal), coleccionador de todo o tipo de merchandising desta equipa e acima de tudo, sofredor Domingo após Domingo, em frente à televisão, colado ao Gamepass (melhor invenção do homem, depois da roda). No trabalho e entre amigos, sou um pouco visto como "lá vem este com o futebol americano só porque foi aos Estados Unidos". Vivo bem com isso. Aliás, tento explicar-lhes "há mais táctica e estratégia neste jogo, do que nas outras modalidades todas juntas" e acrescento "é um jogo espectacularmente justo". Nada os demove a eles, mas também nada me demove a mim! Razão pela qual continuarei a alimentar esta minha paixão Patriota e o sonho de um dia, assistir a um jogo em pleno Gillette Stadium (já lá estive, mas o preço dos bilhetes adiou-me a sua concretização). Se num destes dias os Patriots vencerem o 5º SuperBowl, já sabem, podem encontrar-me a festejar (provavelmente sozinho, ou talvez não) em pleno Marquês de Pombal!

barbour pas cher barbour pas cher barbour pas cher barbour pas cher barbour pas cher golden goose saldi golden goose saldi golden goose saldi golden goose saldi golden goose saldi doudoune moncler pas cher doudoune moncler pas cher doudoune moncler pas cher doudoune moncler pas cher doudoune moncler pas cher moncler outlet online moncler outlet online moncler outlet online moncler outlet online moncler outlet online