New England Patriots Report: Washington Redskins @ New England Patriots

Marco Castro 9 de Novembro de 2015 Análise Jogos NFL, NFL Comentários Desligados
Washington Redskins vs New England Patriots 2

Washington Redskins @ New England Patriots

Washington Redskins @ New England Patriots

Washington Redskins @ New England Patriots

Comecemos pela boa notícia: os Patriots venceram facilmente os Redskins e avançaram para 8-0 antes da deslocação a Nova Iorque para defrontarem os Giants. Tirando isto de positivo, pouco mais resta, visto que além de uma exibição algo cinzenta e desgarrada, os Pats podem ter perdido Dion Lewis para o que resta da temporada, com uma lesão no joelho. O jogo começou com um excelente drive dos Pats, com 84 jardas conquistadas em 13 jogadas e touchdown de Julian Edelman. Logo de seguida Belichick surpreendeu com um inesperado onside kick, que foi bem sucedido, com recuperação de bola por Jonathan Freeny. Quando parecia que o 2º touchdown ia acontecer, Edelman sofreu um pouco habitual fumble, mas os Redskins fizeram ainda pior, sendo imediatamente interceptados. Brady aproveitou e em 6 jogadas, conduziu a equipa ao 14-0. O jogo ficava praticamente sentenciado ainda no 1º período e na verdade, após este início de cortar a respiração, as coisas acalmaram e muito. Até ao intervalo, pouco mais a registar, tirando uma interception sofrida por Tom Brady e um field goal para cada lado. Na segunda parte, os Patriots apostaram muito no jogo corrido de LeGarrette Blount, dando a sensação de estarem em serviços mínimos. Os 4 drives que fizeram nestes dois períodos resultaram respectivamente em field goal – punt – touchdown – punt, sendo justo destacar a prestação da defesa, que tirando o touchdown consentido no último drive da partida, forçaram os Redskins à seguinte sequência na 2ª parte: fumble – punt – punt – punt. O resultado final de 27-10, apesar de justo, comprovou que a equipa de Washington é mesmo competente a defender a sua redzone, além de espelhar uma postura mais branda do ataque dos Patriots.

Homem do Jogo

LeGarrette Blount: Entrou de serviço, sobretudo após a interception que Brady sofreu e foi ele que mais levou a bola para a frente. Somou 29 transportes, para 129 jardas e 1 touchdown. Perante uma eventual lesão grave de Lewis, é importante que encontre o seu melhor momento de forma.

Pela Positiva

Alan Branch: Esteve muito bem a parar o jogo corrido de Washington e conseguiu ainda forçar um fumble, que viria a resultar num touchdown para a equipa.

Malcolm Butler: Marcou DeSean Jackson e muito bem, pois o wide receiver dos Redskins mal se viu. Importa no entanto realçar que este jogador vem de lesão e não está ainda a 100%.

Tom Brady: O seu left guard e center são rookies, o left tackle começou a temporada na practice squad e o right tackle é um center. Mesmo assim, o #12 completou 26 passes em 39, para 299 jardas e 2 touchdowns. Sim, sofreu uma interception, mas sem qualquer implicação no resultado final.

Patrick Chung: Tem estado muito bem na man coverage ao longo de toda a temporada. Ontem ajudou a limitar a acção do tight end Jordan Reed a apenas 3 recepções.

Brandon Bolden: Entrou para o lugar de Lewis e além de 1 transporte para 12 jardas, recebeu 3 passes em 4 possíveis, para 39 jardas e 1 touchdown. É fundamental que este jogador apareça em grande e ontem prometeu bastante.

Pela Negativa

Equipa técnica: Parece um sacrilégio criticar tanta gente genial, mas não conseguimos entender a necessidade de arriscar jogadores fundamentais do ataque em jogos já resolvidos. No passado estas decisões já custaram uma lesão de Gronkowski, ontem custaram a lesão de Dion Lewis.

Dont’a Hightower: Teve um jogo sossegado, com menos impacto na defesa e apenas 1 tackle. Na segunda parte, acabou (e bem) substituído por Jerod Mayo e Jon Bostic.

Dion Lewis: Teve uma tarde para esquecer. Além da lesão, teve um drop terrível que custou um touchdown certo e fez uma pouco habitual corrida para trás, que custou 11 jardas ao ataque. Ainda assim, toda a Nação Patriota está em suspenso pelos resultados dos exames que fará hoje, para se saber ao certo que lesão tem no joelho.

Pensamento do Dia

Pois é, metade da temporada regular já passou e poucos arriscariam dizer há 2 meses que os Patriots iriam conseguir um 8-0. Este jogo fechou um ciclo favorável de 3 partidas seguidas em casa e abre aquela que será a sequência mais exigente do ano, com ida a Nova Iorque (Giants), recepção aos Bills e ida a Denver (Broncos). Como se não bastassem as dificuldades que estas equipas irão criar, os Pats somam lesões atrás de lesões, com as mais recentes vítimas a serem Dion Lewis (joelho) e Sebastian Vollmer (cabeça). Resta esperar por uma boa semana de treinos e por boas notícias vindas do departamento médico. Uma coisa é certa, os Patriots lideram neste momento a divisão e também a conferência, sendo acompanhados apenas pelos Bengals (os Broncos perderam ontem e passaram para 7-1), prevendo-se uma luta muito intensa entre estas 3 equipas até final da temporada regular.

Artigo publicado originalmente na página de Facebook Patriots Portugal

About The Author

Marco Castro

Cheguei ao Futebol Americano em 2006. Estava de férias em New Bedford, estado de Massachusetts, quando perguntei a um amigo meu aqui emigrado que me explicasse as regras deste jogo. Perguntei-lhe também qual a equipa dele e como nesta matéria estava a zeros, optei por seguir o seu conselho e dar mais atenção a uns tais de Patriots. No regresso a Portugal, consumei este namoro muito graças ao NASN (mais tarde ESPN America), o canal de desporto americano que existia na TV por cabo. Lembro-me de achar "cool" esses tais de Patriots, com os seus capacetes e calças prateadas e lembro-me igualmente de começar a investigar um pouco mais sobre um certo Tom Brady. Hoje em dia sou um Patriota fanático, (aliás, criei e faço a gestão da página de Facebook Patriots Portugal www.facebook.com/patriotsportugal), coleccionador de todo o tipo de merchandising desta equipa e acima de tudo, sofredor Domingo após Domingo, em frente à televisão, colado ao Gamepass (melhor invenção do homem, depois da roda). No trabalho e entre amigos, sou um pouco visto como "lá vem este com o futebol americano só porque foi aos Estados Unidos". Vivo bem com isso. Aliás, tento explicar-lhes "há mais táctica e estratégia neste jogo, do que nas outras modalidades todas juntas" e acrescento "é um jogo espectacularmente justo". Nada os demove a eles, mas também nada me demove a mim! Razão pela qual continuarei a alimentar esta minha paixão Patriota e o sonho de um dia, assistir a um jogo em pleno Gillette Stadium (já lá estive, mas o preço dos bilhetes adiou-me a sua concretização). Se num destes dias os Patriots vencerem o 5º SuperBowl, já sabem, podem encontrar-me a festejar (provavelmente sozinho, ou talvez não) em pleno Marquês de Pombal!

barbour pas cher barbour pas cher barbour pas cher barbour pas cher barbour pas cher golden goose saldi golden goose saldi golden goose saldi golden goose saldi golden goose saldi doudoune moncler pas cher doudoune moncler pas cher doudoune moncler pas cher doudoune moncler pas cher doudoune moncler pas cher moncler outlet online moncler outlet online moncler outlet online moncler outlet online moncler outlet online