No Huddle: NFL 2015 Week 16

João Malha 30 de Dezembro de 2015 Análise Jogos NFL, NFL Comentários Desligados
New England Patriots vs New York Jets

No Huddle: NFL 2015 Week 16

Hoje o No Huddle é em versão resumida pois são já vários os jogos com pouca relevância para as contas finais de acesso ao playoff. Por isso, o grande destaque foi a derrota dos Pittsburgh Steelers em Baltimore frente aos Ravens. Algo completamente inesperado para uma equipa que vinha de mais de uma mão cheia de jogos a somar mais de 30 pontos marcados, contra algumas das melhores defesas da Liga, e acabou por claudicar no momento-chave, perdendo contra uns rivais de divisão que se andam a arrastar devido ao enorme número de lesões que aniquilou as aspirações de uma equipa que habitualmente marca presença na fase seguinte da competição.

Pittsburgh Steelers, New England Patriots e New York Jets

E esta derrota pode ter sido fatal para os Steelers chegarem ao playoff porque os Patriots perderam em Nova Iorque, frente aos Jets, no overtime, após uma polémica decisão de Bill Bellichik ao optar por dar a posse de bola inicial ao adversário, o que se revelou um tremendo erro com o TD de Eric Decker, que selou o jogo e deu a vitória à equipa da Big Apple, que reentrou assim nos lugares de acesso ao playoff por troca com os Steelers. Os Jets terão agora de vencer os Bills em Buffalo para poderem manter o lugar e deixar o empolgante ataque dos Steelers a ver a fase seguinte na TV.

Washington Redskins, Philadelphia Eagles

Outro jogo de relevo teve lugar na madrugada de sábado, com os Washington Redskins a vencerem em Philadelphia os Eagles e a carimbarem a vitória na NFC East. Quem diria que a equipa da capital, tão mal falada na preseason, com polémicas e expectativas no mínimo, a conseguir vencer uma divisão que foi sofrível, mas onde os Redskins acabam por garantir um registo positivo entre vitórias e derrotas (na pior das hipóteses terminarão com 8v-8d). A vitória dos Skins teve efeitos imediatos em Philadelphia com Chip Kelly a ser despedido, sem sequer esperarem pela próxima Black Monday, marcada para o próximo dia 4 de janeiro! Tantas mudanças que Kelly promoveu que era óbvia a sua queda caso as coisas corressem mal…

Carolina Panthers, Atlanta Falcons, Minnesota Vikings, New york Giants e Seattle Seahawks

Nota também para a primeira derrota dos Carolina Panthers este ano, que assim não conseguirão atingir o registo perfeito de 16v-0d. Caíram em Atlanta, com os Falcons, que apesar da vitória se viram afastados dos playoffs graças à vitória dos Minnesota Vikings frente aos New York Giants. Os Vikings asseguraram assim a passagem à fase seguinte e irão no próximo domingo à noite disputar a liderança da NFC North com os Green Bay Packers. Quem vencer garante a divisão mas também deverá garantir enfrentar os Seattle Seahawks, pelo que resta saber se não preferirão ambas perder para irem até Washington, numa deslocação que se prevê mais acessível do que acolher os vice-campeões.

Green Bay Packers e Arizona Carninals

Os Packers que perderam sem apelo nem agravo em Arizona, com os Cardinals, que parecem ser a par dos Panthers os grandes favoritos da NFC ao Super Bowl. A equipa de Bruce Arians vulgarizou Aaron Rodgers e companhia demonstrando que dificilmente os Packers se podem considerar candidatos. Depois de um arranque forte, a franquia de Green Bay parece em crise e tem sofrido derrotas pesadas quando defronta alguns dos favoritos, o que não abre grandes perspetivas de sucesso para a fase final da NFL.

Denver Broncos e Cincinnati Bengals

Merece ainda destaque o grande jogo que fechou o Monday Night Football 2015, com os Denver Broncos a conseguirem a passagem aos Playoffs graças a uma vitória no Overtime sobre os Bengals. Não só asseguraram o playoff como deverá ter valido a bye week no Wildcard weekend pois não é crível uma derrota dos homens de Denver agora em casa com os San Diego Chargers. Foi um grande jogo, com os Bengals a dominarem a maioria do tempo o marcador mas a permitirem a recuperação dos Broncos no final, que só foram a overtime por o seu kicker ter falhado clamorosamente um FG nos segundos finais. Acabou por não falhar no overtime e assim os Broncos estão na próxima fase.

Houston Texans e Indianapolis Colts

A terminar, uma palavra sobre a AFC South, com Houston Texans e Indianapolis Colts a vencerem os seus jogos e a manterem-se taco-a-taco na corrida pela divisão. Porém, só um milagre apurará os Colts que precisam de uma conjugação de 9!!! resultados para o conseguirem. Nem que venha a Virgem Maria isso parece possível, pelo que os Texans deverão estar de volta ao playoff!

De resto, muitos jogos sem objetivos em discussão tiveram lugar, uns mais disputados que outros, mas sem grandes motivos de destaque. E para a semana já quase nada está em discussão pelo que esperamos ardentemente que chegue a hora das decisões. Os Playoffs!!

About The Author

João Malha

Profissional da área de comunicação e marketing, e sempre ligado ao desporto, sempre me fascinou o conceito de showbiz dos norte-americanos no que toca à promoção de qualquer espectáculo desportivo. Quando em 2003, a SportTv transmitiu pela primeira vez o Super Bowl, com estrondosa vitória dos Buccaneers de John Gruden sobre os Raiders, a curiosidade cresceu e ano após anos comecei a seguir as transmissões do maior evento desportivo mundial. Mas como em tudo na vida (pelo menos na minha forma de estar), é preciso um motivo mais forte para nos agarrarmos às coisas. Uma paixão que nos alimenta. E foi isso que aconteceu em 2010, aquando da final de Miami, ganha pelos Saints frente aos Colts do lendário Peyton Manning. Nesse dia senti finalmente que aquela era a minha equipa! E o aparecimento da ESPN America ajudou a não mais largar este desporto espectacular, que sigo semanalmente. Na Week 1 da temporada 2012/2013, cumpri o sonho de ir ver um jogo dos Saints ao vivo, ao Mercedes-Benz Superdome. Não vi os Saints vencerem, mas quem sabe se não terei a oportunidade de dizer que assisti ao primeiro jogo na NFL de um dos maiores QB’s da sua história, Robert Griffin III. Ver os Saints ao vivo foi uma experiência única que me faz olhar para o desporto com outros olhos. Quero saber mais e mais sobre o jogo, a sua história, lendas, regras, tácticas, etc. Let’s play ball!!!!