No Huddle: NFL 2015 Week 7

André Novais de Paula 26 de Outubro de 2015 Análise Jogos NFL, NFL Comentários Desligados
New York Jets vs New England Patriots

No Huddle: NFL 2015 Week 7

New York Jets – 23 @ New England Patriots – 30

Foi quase, mas a verdade é que não foi. Os Jets prometeram dificuldades e cumpriram, mas não chegou. Quem vai ganhar aos Patriots? Parece ser a pergunta-chave da época. Quando chegou a hora da verdade, Tom Brady voltou a ser imparável com duas drives concluídas com passes para TD no último período. E poderia ter sido ainda mais contundente a vitória não fossem as várias falhas na receção dos Pats que desperdiçaram dez passes onde deixaram cair a bola.

Buffalo Bills – 31 @ Jacksonville Jaguars – 34

Tremendo e emocionante jogo em Wembley! O segundo da época na capital britânica. Mais uma vez EJ Manuel não foi o homem que os Bills precisavam. Ou melhor, foi, mas só na segunda metade pois entrou a matar no jogo. Mas a matar a sua equipa. Foi um fumble que resultou em TD dos Jags, seguido de um pick six num passe ridículo, a que juntaria ainda outra interceção mais tarde. Depois, redimiu-se e levou a sua equipa à vantagem. Vantagem que a defesa não conseguiu segurar no final. Bortles, do outro lado, fez uma exibição consistente mas voltou a não conseguir, juntamente com a sua equipa, fechar o jogo quando lideravam amplamente o marcador. Salvou-se a drive perto do final que lhes garantiu mais uma vitória.

Minnesota Vikings – 28 @ Detroit Lions – 19

E os Lions voltaram às derrotas. Os Vikings afirmam-se cada vez mais como uma equipa em crescimento e mantêm-se na corrida aos playoffs. O rookie receiver Stefon Diggs voltou a brilhar na franquia do norte dos EUA, com o seu segundo jogo com mais de 100 jardas. Os Lions voltaram a ser a equipa medíocre que têm sido desde a primeira semana. Não somaram turnovers mas desperdiçaram uma vantagem de mais de dez pontos num ápice e nunca conseguiram reagir a esse volte-face.

New Orleans Saints – 27 @ Indianapolis Colts – 21

Os Colts estão definitivamente em crise e os Saints em recuperação. Depois de um início de época para esquecer, a defesa da franquia do Louisiana, repleta de rookies, parece crescer a olhos vistos. Ontem somaram interceções, vulgarizaram Andrew Luck a maior parte do tempo, limitando os Colts a zero pontos até perto do final do terceiro período! Luck parece uma miragem do que foi nos anos anteriores. Inseguro, acumula interceções, erros e não consegue colocar a equipa a jogar. Os números até enganam pois o shut out foi quase completo não fossem dois passes longos para T.Y. Hilton que valeram TD’s em duas jogadas onde o CB dos Saints, Delvin Breaux, tropeçou em ambos, ele que foi perfeito em todo o jogo, anulando por completo Hilton. Assim Luck e Hilton somaram 150 jardas em duas jogadas mas no resto da partida não existiram.

O running game dos Saints, um dos piores da NFL, teve o seu dia de glória. Mark Ingram foi fantástico, com um TD e quase 150 jardas, a que se juntaram mais dois TD’s em corrida de Khiry Robinson. O resultado pode demonstrar equilíbrio, mas isso não existiu pois os Saints estiveram mais de metade do jogo a vencer por mais de 20 pontos permitindo apenas um último fôlego aos Colts mas sem que estes tenham tido sequer uma posse de bola para tentar empatar ou ganhar.

Pittsburgh Steelers – 13 @ Kansas City Chiefs – 23

Desta vez o terceiro QB da hierarquia dos Steelers não resolveu. Landry Jones somou turnovers e os Chiefs não se fizeram rogados e aproveitaram. Embalados pelo RB Charcandrick West, que preencheu da melhor maneira a ausência de Jamaal Charles, e pelo WR Chris Conley, que fez as vezes do lesionado Maclin, os Chiefs voltaram finalmente às vitórias, a sua segunda da época.

Houston Texans – 26 @ Miami Dolphins – 44

A mudança técnica em Miami parece ter resultado em cheio! 41-0 era o resultado ao intervalo! 41-0 repetimos! Dan Campbell parece ter o toque de Midas a ver por estes dois jogos com vitórias e exibições fantásticas. Lamar Miller foi a estrela, o RB só jogou a primeira parte, onde somou 236 jardas (entre passe e corrida) e dois TD. Nem foi preciso voltar para a segunda, onde ficou a descansar. Um dos exemplos do mérito de Campbell, pois Miller nunca conseguiu com o treinador anterior a afirmação que agora parece estar a alcançar.

Do lado dos Texans, se já tudo era horrível, a lesão de Arian Foster, que não joga mais esta época, foi a pior notícia que poderiam ter depois de tão medonha performance. Se calhar uma mudança drástica no rumo dos Texans já vinha a calhar…

Cleveland Browns – 6 @ St. Louis Rams– 24

Todd Gurley é um monstro! Já não há adjetivos para o descrever. Ontem teve tantas jardas como Nick Foles teve em passe. Teve dois TD e liderou a franquia do Missouri tanto em corrida como em jardas após receção de passe. Se juntarmos a isso uma defesa que esteve próxima de perfeição e foi responsável por 10 dos 24 pontos da equipa, então os Rams têm razões para sonhar com algo mais. Resta é saber se a montanha russa de exibições acaba, pois entre as que são fantásticas e as inconsistentes parece distar apenas uma semana de intervalo. Os Browns fartaram-se de dares tiros nos pés, entre turnovers e penalizações e ainda viram McCown voltar a sair lesionado no final, dando uns minutos a Johnny Manziel.

Atlanta Falcons – 10 @ Tennessee Titans – 7

Foi quase um zero-zero no soccer. Ninguém jogou bem, com os Falcons a parecerem acusar a primeira derrota da época, logo contra o seu maior rival, os Saints. Matt Ryan tem baixado de nível a cada jogo, mas mesmo assim os Falcons vão ganhando. Mérito de uma defesa que tem estado em excelente nível, graças ao treinador Dan Quinn que transformou uma defesa medíocre em competente.

Tampa Bay Buccanneers – 30 @ Washington Redskins – 31

Muito se tem criticado Kirk Cousins, mas mais uma vez levou a sua equipa à vitória, numa drive final extraordinária e depois dos Redskins terem estado a perder por 0-24. Claro que o adversário não é propriamente uma grande equipa, mas isso não pode desmerecer o enorme esforço da equipa de Jay Gruden. Os Redskins, por quem ninguém dava um chavelho antes do arranque da época, está a lutar pela divisão e tem 3v-4d como registo. Nada mau para as expectativas que geravam.

É certo que a perda de Vincent Jackson durante a partida contribuiu para o desfecho, mas Mike Evans esteve absolutamente fantástico. Mas não chegou…

Oakland Raiders – 37 @ San Diego Chargers – 29

Estar a vencer por 37-6 e pontuar em todas as primeiras sete posses é sem sombra de dúvidas um registo impressionante. E mais surpreendente quando revelamos que pertence aos Raiders. A equipa da Califórnia parece transfigurada em relação aos últimos anos e está no segundo lugar da divisão (sem hipóteses frente aos líderes imaculados Denver Broncos) que poderá dar acesso a um lugar nos playoffs via Wildcard. A dupla Derek Carr-Amari Cooper tem sido decisiva neste sucesso. Os dois estão a jogar a um nível altíssimo, apesar de Carr estar no seu segundo ano e Cooper ser rookie.

Philip Rivers teve um jogo sofrível onde apenas no final surgiu perto do seu melhor nível. Tarde demais. Sentiu a falta de Antonio Gates e de uma proteção que lhe garanta tempo de passe.

Dallas Cowboys – 20 @ New York Giants – 27

Claramente as lesões atiraram os Cowboys para um patamar de banalidade. Os Giants não precisaram de jogar muito (até porque normalmente isso não acontece) dado que os tiros nos pés dos Cowboys foram uns atrás dos outros. A troca de Brandon Weeden por Matt Cassel não teve efeitos e só mesmo Darren McFadden se salvou no ataque da franquia do Texas.

E quando perto do fim os Cowboys empataram o marcador, Dwayne Harris, ex-Cowboys, nem os deixou festejar por mais que meia dúzia de segundos pois no kick return ultrapassou tudo e todos para um TD que fecharia a contenda.

Philadelphia Eagles – 16 @ Carolina Panthers – 27

Cam Newton voltou a liderar a sua equipa a mais uma vitória. A franquia de Carolina só sabe o que é ganhar nesta época e começam a mostrar que têm de ser levados muito a sério. Sem grandes referências como receivers, os Panthers compensam com um running game muito efetivo e com a mestria de Newton que cada vez está melhor. É certo que teve três interceções mas duas não foram culpa sua e quando chega a hora da verdade não treme. E com uma defesa como a que têm os Panthers, o céu é o limite.

O céu de uns é o inferno de outros e os Eagles, depois de duas vitórias, desceram à realidade. Uma equipa que defensivamente tem sido muito consistente mas que falha ofensivamente, apesar do jogo de corrida estar a melhor, especialmente devido a Ryan Matthews, já que DeMarco Murray continua muito intermitente.

About The Author

André Novais de Paula

Sempre gostei de desporto e sempre senti uma grande curiosidade em relação a desportos Americanos, mas infelizmente o contacto com essa realidade era escasso e intermitente. Cheguei mesmo a jogar InLine Hockey (semelhante ao Ice Hockey, mas com patins em linha) durante vários anos nos Sharks de Oeiras, mas mesmo seguir a NHL era complicado. Tudo mudou quando a televisão por cabo começou a transmitir canais com estes desportos. O Futebol Americano foi Amor à primeira vista. Para que eu ficasse completamente viciado bastou ver o primeiro jogo. Depois disso já não havia volta atrás. O passo seguinte foi começar a descobrir cada vez mais sobre este incrível desporto. Rapidamente constatei que não havia muita informação em Português e juntamente com o Paulo Silva Curto abri uma página no Facebook para juntar outros fãs de Futebol Americano. Não sonhávamos na altura que este pequeno projecto iria crescer desta forma e que um dia iríamos ter um Blog dedicado somente a este desporto que nos tem dado tantas alegrias e horas bem passadas. Aproveito para confessar que sou fã dos Green Bay Packers. Go Packers!

barbour pas cher barbour pas cher barbour pas cher barbour pas cher barbour pas cher golden goose saldi golden goose saldi golden goose saldi golden goose saldi golden goose saldi doudoune moncler pas cher doudoune moncler pas cher doudoune moncler pas cher doudoune moncler pas cher doudoune moncler pas cher moncler outlet online moncler outlet online moncler outlet online moncler outlet online moncler outlet online