LPFA 2015: Final

André Novais de Paula 5 de Maio de 2016 Jogos LPFA, Portugal Comentários Desligados
LPFA 2015 - Final

LPFA 2015: Final

Foi no passado dia 30 de Abril que se disputou mais uma final da Liga Portuguesa de Futebol Americano. Esta final entre duas equipas da região Sul do país, Lisboa Devils e Algarve Sharks, protagonizou um dos melhores duelos de que existe memória em Portugal.

O Jogo

1º Quarto

*Sharks ganham a coin toss e escolhem receber* Ambas as equipas entraram em campo decididas a vencerem o jogo, mas ambos os ataques demonstraram maior nervosismo e isso teve alguma influência na produção ofensiva inicial. As defesas mostravam-se mais assertivas e numa fase inicial não permitiam grandes avanços para os ataques opostos. Os Devils foram os primeiros a conseguir marcar pontos quando Joey Bradley fez um passe (slant) para Pedro Almeida que após evitar alguns tackles conseguiu chegar até à endzone para marcar os primeiros seis pontos. A tentativa de dois pontos não foi bem sucedida. No kickoff seguinte Augustine Ume-Ezeoke leva a bola até às portas da endzone dos Devils e Ryan DeLoureiro encarrega-se de marcar os primeiros pontos da partida para os Sharks. Na tentativa de dois pontos o passe não foi bem completo.

2º Quarto

Ryan DeLoureiro marcou dois touchdowns e passou para outros dois

Ryan DeLoureiro marcou dois touchdowns e passou para outros dois
Foto de “O Jogo”

O segundo quarto continuava a bom ritmo com ambas as defesas a continuarem a estar por cima de ambos os ataques mas desta feita os Sharks acabariam por ser os primeiros a marcar. Depois de uma grande corrida de Ryan voltar a deixar os Sharks perto de marcar, um passe para Matthew Craens deu a liderança para a equipa de verde e azul. A tentativa de dois pontos voltou a não ser bem convertida. No drive seguinte os Devils levaram a bola até perto da endzone mas a defesa dos Sharks conseguiu fazer uma paragem importantíssima para as aspirações da equipa. Com a bola nas mãos, o ataque dos Sharks acabou por não conseguir progredir e sofreram um safety. Após devolverem a bola para o ataque dos Devils, nova marcha até perto da zona de pontuação e desta feita Joey Bradley não se acanhou e correu para touchdown. Na resposta os Sharks avançaram com a bola mas não conseguiram marcar e o resultado foi para o intervalo com uma vantagem de apenas dois pontos para os Devils.

3º Quarto

*Devils escolhem receber a bola no arranque da segunda parte* Os Devils entraram mais confiantes e organizados neste terceiro quarto do encontro. Utilizando na sua maioria jogadas de corrida e alternando entre o trio de atletas Willian La'Prado, Malcolm Gasque e Ricardo Jaquité, os Devils avançaram até perto da endzone e marcaram quando Joey Bradley lançou a bola para Collin Franklin, uma combinação letal ao longo do ano. Na sequência desta jogada Collin saiu lesionado. Na conversão de dois pontos foi Malcolm Gasque que contribuiu com dois pontos para a sua equipa numa corrida pelo meio da linha ofensiva. Os Sharks tentavam expressar resposta mas pareciam perder gás e tiveram, inclusive, um turnover quando Pedro Fernandes, safety da equipa de Lisboa, fez uma interception a fechar penúltimo quarto do encontro.

4º Quarto

Defesa dos Devils aguenta Sharks no final do jogo

Defesa dos Devils aguenta Sharks no final do jogo
Foto de “O Jogo”

No último quarto do encontro, nos primeiros 6 minutos, o jogo foi sem grande entusiasmo com ambos os ataques a trocarem posses de bola mas sem conseguirem converter em pontos. Mas foi a meio do quarto que Ryan DeLoureiro encontrou forças para galvanizar a sua equipa e após uma sequência de boas jogadas individuais da sua autoria fez um passe para Brandon SooHoo que sozinho na endzone após falha de cobertura, não hesitou e marcou. A tentativa de dois pontos não foi bem sucedida. Nesta altura do jogo os Devils continuavam a vencer mas pareciam perder gás perante uma equipa dos Sharks que parecia decidida a voltar ao jogo. No entanto, Pedro Almeida, converte uma reverse play e leva a bola mais de 60 jardas para marcar o touchdown que aparentemente dava tranquilidade para a equipa dos Devils. Na tentativa de dois pontos, um passe para o mesmo Pedro Almeida, foi interceptado por Brandon SooHoo que a levou 100 jardas para dar dois pontos aos Sharks e deixar o resultado novamente ao alcance da equipa de Faro. Com menos de dois minutos para jogar o ataque dos Sharks avançava com a bola no terreno e com menos de um minuto para jogar, Ryan DeLoureiro carrega o jogo nos seus ombros e marca um fantástico touchdown. Caia agora na conversão de dois pontos o peso do jogo e foi David Silva, atleta dos Devils, que conseguiu impedir a conversão desses dois pontos e levou a decisão para o kickoff seguinte. No kickoff seguinte os Devils esperavam um onside kick da parte dos Sharks, algo que aconteceu e que a equipa de Lisboa recuperou e selou o jogo com dois knee downs. Resultado Final O resultado final foi de 28-26 naquela que foi a final da Liga Portuguesa de Futebol Americano mais equilibrada em sete edições da competição.

LPFA 2016 - Scoreboard

Placar final LPFA 2016

Opinião dos Head Coaches

André Amorim

“Já disputei muitos jogos de Futebol Americano e inclusive estive em 5 finais da Liga Portuguesa de Futebol Americano, no entanto não me lembro de viver um jogo com tanta intensidade e tensão como aquele que tivemos a oportunidade de ver na Maia. Ver duas equipas a darem tudo de si para vencerem este jogo, deixarem em campo todo o trabalho de uma época e ver pessoas a vibrar a cada jogada é exactamente aquilo que faz o Futebol Americano o desporto fantástico que é. No final do jogo acho que ganhou a melhor equipa ao longo da temporada, a equipa que mais se preparou para qualquer eventualidade e que sempre soube manter-se junta independentemente do cenário que estivessem a atravessar. Tenho muito orgulho nos meus jogadores, na minha equipa técnica e em todos os elementos que compõem esta grande família que são os Devils. Quero também deixar um reconhecimento aos Sharks porque disputaram a final para a vencer e protagonizaram um dos maiores espectáculos que Portugal já viu em termos de Futebol Americano.”

Pedro Viana

“Quero começar por dar os parabéns aos Lisboa Devils pela conquista do título de Campeão Nacional. Um título justo e conseguido num jogo dos mais espectaculares que já se viram em Portugal, cheio de emoção, intensidade e entrega de parte a parte, onde acabou por vencer a equipa mais eficaz e que cometeu menos erros. Não posso claro deixar de louvar o trabalho desenvolvido pela minha equipa, desde jogadores à equipa técnica e clínica, e de realçar a evolução que este grupo teve ao longo da época. Tivemos um início com alguns altos e baixos, enquanto tentavamos encontrar a nossa identidade, o que é natural numa equipa ainda jovem e com pouca experiência, mas no fim mostrámos ter construído um projecto capaz de lutar ombro a ombro com qualquer equipa e agora estamos focados em preparar já a próxima época, para que no futuro possamos proporcionar jogos espectaculares semelhantes a este, mas com um melhor desfecho para a nossa equipa ”

Historial Finais LPFA

  • LPFA I – Lumberjacks 26-45 Navigators (Campo Técnico das Olaias – Lisboa)
  • LPFA II – Lumberjacks 27-38 Navigators (Campo da Agronomia – Lisboa)
  • LPFA III – Warriors 7-25 Navigators (Estádio 1º de Maio – Braga)
  • LPFA IV – Mutts 12-20 Navigators (Campo Técnico das Olaias – Lisboa)
  • LPFA V – Warriors 7-34 Navigators (Estádio Municipal de Abrantes – Abrantes)
  • LPFA VI – Crusaders 13-32 Navigators (Estádio de Coimbra – Coimbra)
  • LPFA VII – Sharks 26-28 Devils Estádio Dr. Prof. Doutor José Vieira de Carvalho – Maia)

Legenda Foto Capa

Batalhas das trincheiras
Foto de “O Jogo”

About The Author

André Novais de Paula

Sempre gostei de desporto e sempre senti uma grande curiosidade em relação a desportos Americanos, mas infelizmente o contacto com essa realidade era escasso e intermitente. Cheguei mesmo a jogar InLine Hockey (semelhante ao Ice Hockey, mas com patins em linha) durante vários anos nos Sharks de Oeiras, mas mesmo seguir a NHL era complicado. Tudo mudou quando a televisão por cabo começou a transmitir canais com estes desportos. O Futebol Americano foi Amor à primeira vista. Para que eu ficasse completamente viciado bastou ver o primeiro jogo. Depois disso já não havia volta atrás. O passo seguinte foi começar a descobrir cada vez mais sobre este incrível desporto. Rapidamente constatei que não havia muita informação em Português e juntamente com o Paulo Silva Curto abri uma página no Facebook para juntar outros fãs de Futebol Americano. Não sonhávamos na altura que este pequeno projecto iria crescer desta forma e que um dia iríamos ter um Blog dedicado somente a este desporto que nos tem dado tantas alegrias e horas bem passadas. Aproveito para confessar que sou fã dos Green Bay Packers. Go Packers!

barbour pas cher barbour pas cher barbour pas cher barbour pas cher barbour pas cher golden goose saldi golden goose saldi golden goose saldi golden goose saldi golden goose saldi doudoune moncler pas cher doudoune moncler pas cher doudoune moncler pas cher doudoune moncler pas cher doudoune moncler pas cher moncler outlet online moncler outlet online moncler outlet online moncler outlet online moncler outlet online