A View From The Bay: A Importância do Draft

Hugo Taxa 1 de Novembro de 2015 Análises, NFL Comentários Desligados
Eric Reid Draft San Francisco 49ers

A Importância do Draft

Descontando o draft deste ano, das 13 first-round picks desde 2005 – Alex Smith (2005), Vernon Davis e Manny Lawson (2006), Patrick Willis e Joe Staley (2007), Kentwan Balmer (2008), Michael Crabtree (2009), Anthony Davis e Mike Iupati (2010), Aldon Smith (2011), AJ Jenkins (2012), Eric Reid (2013), Jimmy Ward (2014) – apenas 4 permanecem nos 49ers. Se considerarmos as primeiras três rondas, de 34 picks apenas 11 se encontram na equipa. Concentrando a análise nestas 3 rondas e olhando para os três últimos GMs dos 49ers – Mike Nolan (2005-2007), Scott McCloughan (2007-2010) e Trent Baalke (2011-2015), as suas picks nos 3 primeiros rounds por ano são as seguintes:

GM
Ano Round Pick Nome Posição Ainda nos 49ers
Mike Nolan 2005 1 1 Alex Smith QB Não
Mike Nolan 2005 2 33 David Baas G Não
Mike Nolan 2005 3 65 Frank Gore RB Não
Mike Nolan 2005 3 94 Adam Snyder T Não
Mike Nolan 2006 1 6 Vernon Davis TE Sim
Mike Nolan 2006 1 22 Manny Lawson LB Não
Mike Nolan 2006 3 84 Brandon Williams WR Não
Mike Nolan/Scott McCloughan 2007 1 11 Patrick Willis RB Não
Mike Nolan/Scott McCloughan 2007 1 28 Joe Staley T Sim
Mike Nolan/Scott McCloughan 2007 3 76 Jason Hill WR Não
Mike Nolan/Scott McCloughan 2007 3 97 Ray McDonald DE Não
Scott McCloughan 2008 1 29 Kentwan Balmer DT Não
Scott McCloughan 2008 2 39 Chilo Rachal G Não
Scott McCloughan 2008 3 75 Reggie Smith DB Não
Scott McCloughan 2009 1 10 Michael Crabtree WR Não
Scott McCloughan 2009 3 74 Glen Coffee RB Não
Scott McCloughan/Trent Baalke 2010 1 11 Anthony Davis T Não
Scott McCloughan/Trent Baalke 2010 1 17 Mike Iupati G Não
Scott McCloughan/Trent Baalke 2010 2 49 Taylor Mays DB Não
Scott McCloughan/Trent Baalke 2010 3 91 Navorro Bowman LB Sim
Trent Baalke 2011 1 7 Aldon Smith DE Não
Trent Baalke 2011 2 36 Colin Kaepernick QB Sim
Trent Baalke 2011 3 80 Chris Culliver DB Não
Trent Baalke 2012 1 30 AJ Jenkins WR Não
Trent Baalke 2012 2 61 LaMichael James RB Não
Trent Baalke 2013 1 18 Eric Reid DB Sim
Trent Baalke 2013 2 40 Tank Carradine DE Sim
Trent Baalke 2014 2 55 Vance McDonald TE Sim
Trent Baalke 2014 3 88 Corey Lemonier DE Sim
Trent Baalke 2014 1 30 Jimmy Ward DB Sim
Trent Baalke 2014 2 57 Carlos Hyde RB Sim
Trent Baalke 2014 3 70 Marcus Martin C Sim
Trent Baalke 2014 3 77 Chris Borland LB Não
Trent Baalke 2014 3 100 Brandon Thomas G Sim
Se o panorama não é animador nas primeiras três rondas, nas rondas “menores” ainda o é menos. Olhando dentro da Divisão, Seattle tem dois titulares “de caras” – Sherman e Chancellor – que foram escolhas de 5ª ronda. São Francisco, tem Aaron Lynch que parece estar a aparecer como titular, e antes disso temos que recuar ao até 2007 (Dashon Goldson), 2006 (Delanie Walker) e 2004 (Andy Lee), para vermos o nome de uma escolha de ronda “menor” com um impacto positivo na equipa. Curiosamente – ou não, nenhum deles permanece no plantel, nem nenhum foi escolhido por Trent Baalke.

É verdade que não podemos inputar a responsabilidade das más picks (Jason Hill ou Glen Coffee) ou dos drafts falhados (2008) da dupla Nolan/McCloughan a Trent Baalke, mas podemos, no entanto, perguntar o que se passou no draft completamente falhado de 2012 (onde dos 7 jogadores escolhidos nenhum permanece no plantel) ou das escolhas arriscadas (e que infelizmente não resultaram) materializadas em jogadores como Marcus Lattimore, Taylor Mays ou o próprio Chris Borland.

… Mas, na Era do Free-Agency, Nem Só do Draft Vive uma Equipa …

A vida de um GM passa também pela retenção de talento, e aí podemos perguntar o que andava Trent Baalke a fazer para deixar escapar jogadores como Alex Smith, Frank Gore, Manny Lawson, Mike Iupati, Ray McDonald, Anthony Davis, Patrick Willis, Aldon Smith, Justin Smith, Andy Lee ou Chris Culliver, sem ter assegurado substitutos à altura. Adicionalmente, é muito relevante perguntar o que andava Trent Baalke a fazer ao contratar free-agents como Reggie Bush (em 7 jogos, falhou 3 com lesões, tendo um total de 47 jardas ganhas em 8 corridas e 4 recepções), Torrey Smith (14 recepções para 323 jardas e 2 TDs em 7 jogos – uma média de 2 recepções por jogo) ou Darnell Dockett (não chegou a jogar) ou Shareece Wright este ano; Chris Cook, Stevie Johnson, Jonathan Martin ou Brandon Lloyd em 2014; Nnamdi Asomugha em 2013; ou Mario Manningham e Brandon Jacobs em 2012.

Uma equipa não pode ser competitiva quando desperdiça escolhas de draft desta maneira e quando deixa partir jogadores de créditos firmados escolhidos pela mesma, substituindo-os (???) por free-agents com valia altamente duvidosa. E a culpa aqui, não é de Jim Tomsula nem dos diversos coordenadores.

E Quanto ao Jogo Contra os Seattle Seahawks?

Mais do mesmo … já começa a tornar-se fastidioso, pelo que nem sequer vou escrever nada …

About The Author

Hugo Taxa

Em meados da década de 80, e após ver vários episódios do "Eight is enough" na televisão (onde o filho mais novo aparecia no genérico com um capacete dos 49ers) tornei-me fã dos 49ers. A partir de 1990 tive a sorte de ter um vizinho de origem americana que recebia a Sports Illustrated, e que me dava as revistas após acabar de ler as mesmas. Segui assim as temporadas de 90, 91 e 92 pelas revistas (com de cerca de 3 meses, entre o jogo acontecer e eu ler a crónica sobre o mesmo na revista) até ver o meu primeiro Super Bowl na SIC em 1993, em directo. Tinha um teste na terça-feira seguinte, mas a antecipação era tanta que não me consegui concentrar no estudo durante o fim--de-semana ... e chumbei - tive que ir a exame!

Em 1996 acedi ao meu primeiro site na internet - espn.com. O objectivo era apenas seguir a NFL; e com o aparecimento da DSF no alinhamento da TV Cabo finalmente comecei a ver a Regular Season na TV - com comentários em Alemão!
20 anos depois me ter estreado a ver Super Bowls, acho que me posso gabar de apenas ter perdido o de 2000, e de ter visto em directo alguns dos momentos emblemáticos da NFL: Dan Marino a obter o recorde de jardas; Barry Sanders e Terrell Davis a correrem para 2000 jardas; Emmitt Smith a quebrar o recorde de Walter Payton; John Elway a "fazer de helicóptero" para ganhar o seu primeiro Super Bowl; e o melhor jogador de sempre - Jerry Rice - a dinamitar defesas adversárias.
A NFL pauta-se pelo equilíbrio, o que se traduz em todas as equipas terem os seus momentos altos e baixos. No entanto, mesmo em épocas difíceis como 2003 ou 2004 a fé nunca esmorece - 49ers Faithful!

barbour pas cher barbour pas cher barbour pas cher barbour pas cher barbour pas cher golden goose saldi golden goose saldi golden goose saldi golden goose saldi golden goose saldi doudoune moncler pas cher doudoune moncler pas cher doudoune moncler pas cher doudoune moncler pas cher doudoune moncler pas cher moncler outlet online moncler outlet online moncler outlet online moncler outlet online moncler outlet online