AFC South – Previsões ou (Des)ilusões?

João Azevedo 30 de Agosto de 2016 AFC South, NFL Comentários Desligados
AFC South

AFC South – Previsões ou (Des)ilusões?

Última previsão de todas para esta época: a AFC South. Uma divisão onde todas as equipas podem ser candidatas: Os Jaguars prometem continuar a melhorar, os Titans parecem só agora começar a fazê-lo, os Colts têm Luck de volta e os Texans arranjaram um QB novo que surpreendeu o ano passado. Mas qual destas equipas vai ganhar?

Houston Texans

O vencedor da AFC South poderá ser decidido entre Texans e Colts

O vencedor da AFC South poderá ser decidido entre Texans e Colts
Foto de: Thomas Campbell – USA Today Sports

Os Texans parecem ter melhorado o seu roster. Têm agora um wide receiver core mais electrizante, onde os rookies Braxton Miller e Will Fuller se juntam a Cecil Shorts, DeAndre Hopkins e Jaelen Strong. Todo este core está agora ao serviço de Brock Osweiler, o jovem QB que conseguiu segurar o ataque dos Broncos na ausência de Manning. Os Texans apostam tudo nele e as expetativas estão bastante elevadas, será interessante ver como se consegue safar enquanto QB1 de uma equipa. No entanto, uma má notícia é o facto do rookie Nick Martin (C) ir ficar de fora o resto do ano devido a lesão.

O backfield perdeu Arian Foster (RB) mas ganhou Lamar Miller (ex-Dolphins) e tem bastante profundidade com Alfred Blue, Jonathan Grimes, Akeem Hunt e o rookie Tyler Ervin.

Na defesa, parece ser o ano de estreia para Jadeveon Clowney (LB) e Bernardrick McKinney (LB) e o primeiro promete vir a ter um ano muito positivo. Considerando que J.J. Watt (DE e o melhor jogador defensivo da liga) ainda se encontra na PUP list e os Texans são capazes de ter de jogar alguns jogos sem ele, Clowney tem uma pressão extra para se conseguir assumir como um bom pass rusher. É óbvio que esta defesa sem Watt é diferente, o que prejudica o ataque porque se não conseguem recuperar a bola com tanta eficácia e permitem mais pontos, a pressão sobre o ataque é bem maior. No entanto, este coletivo é sólido e à partida voltará a terminar o ano no top 5 da liga.

A agenda não é fácil, os Texans defrontam Patriots, Packers, Vikings, Bengals e Broncos, mas também não é como se esta divisão fosse muito difícil, primeiro que tudo é preciso que Osweiler se demonstre um QB sólido e depois é preciso ter cuidado com o regresso de Luck e o crescimento que se tem vindo a notar de Jacksonville.

Indianapolis Colts

O ataque dos Colts tem Andrew Luck (QB) de volta, que mesmo quando não estava lesionado, não fez lá grande época. No entanto, se estiver de volta o Luck que todos conhecemos, os Colts podem ganhar a divisão este ano. O núcleo de wide receivers é jovem e rápido e eu sei que T.Y. Hilton está lá, mas para mim o melhor deste grupo é Donte Moncrief que deve ser o mais visado no passe este ano. A eles juntam-se o explosivo Phillip Dorsett e o rookie Tevaun Smith. Luck conta ainda com o talentoso tight end Dwayne Allen para servir como um alvo seguro para o passe. O rookie Ryan Kelly (C) e primeira escolha da draft dos Colts é agora o titular nesta posição da linha ofensiva de Indianapolis.

O backfield tem como titular o experiente Frank Gore e os backups Robert Turbin e Josh Ferguson (rookie), mas os Colts pareciam não estar satisfeitos com esta profundidade e assinaram recentemente contrato com o veterano Stevan Ridley.

A defesa não é assim nada de especial mas conta com D’Qwell Jackson (LB) e Mike Adams (SS). O rookie TJ Green ocupa agora o lugar de titular enquanto free safety e gosto sobretudo da profundidade na posição de right corner: Vontae Davis, Antonio Cromartie (que chegou dos Jets) e Darius Butler.

Não sei se são os Colts que dependem da agenda ou a agenda que depende dos Colts, porque estes podem ser uma boa equipa e, se todas as peças encaixarem, podem mesmo ganhar esta divisão. Claro que vai ser complicado defrontar as defesas de Denver, Green Bay, Minnesota, Kansas City e New York (Jets), mas…vendo o lado positivo, pelo menos as peças já lá estão…

Jacksonville Jaguars

Blake Bortles é o QB ideal para assegurar o futuro desta franchise

Blake Bortles é o QB ideal para assegurar o futuro desta franchise
Foto de: Logan Bowles – USA Today Sports

Os Jaguars fizeram uma draft basicamente orientada para a defesa, o único jogador ofensivo que draftaram foi Brandon Allen (QB) e o rookie parece vir a ter futuro na NFL, tenho gostado de o observar nesta pré-época. Mas como eu dizia, os Jaguars só draftaram basicamente defesas, dos quais se destacam Yannick Ngakoue (DE, que é o backup do sophomore Dante Fowler Jr.), Myles Jack (que agora se junta a Posluszny e Telvin Smith para formar um grupo de linebackers bastante forte) e Jalen Ramsey (CB) que é o único que se tornou titular, roubando o lugar a Amukamara e se junta na secondary ao safety Jonathan Cyprien.

Apesar de Brandon Allen demonstrar potencial, os Jaguars estão bem servidos com Blake Bortles que talvez não tenha um ano tão bom como o anterior, mas deverá manter-se sólido. À sua disposição tem Allen Robinson (WR e um dos melhores na sua posição), Hurns (WR), Lee (WR), Greene (WR), Lewis (TE) e Julius Thomas (TE) – está mais que provado que alvos não lhe faltam, além disso, Ivory parece ter ganho o lugar de RB1 e não só é um bom running back, é também um bom pass catcher.

Já se sabia que T.J. Yeldon (RB) era capaz de não ser a aposta dos Jaguars, talvez partilhe snaps com Ivory, mas a profundidade deste backfield estende-se também a Denard Robinson e Corey Grant.

Tal como as equipas mencionadas, Jacksonville também joga contra defesas fortes, mas o mais interessante é que se pensarmos bem, os Jaguars fizeram uma boa época o ano passado e mesmo assim só ganharam 5 jogos. Resta saber se há uma queda de rendimento ou se realmente conseguem melhorar esse resultado final.

Tennessee Titans

A defesa dos Titans parece não ter melhorado tanto como melhorou o ataque nesta offseason. Aliás custa-me encontrar aqui nomes que eu possa destacar… Jurrell Casey (DT)? Tenho as minhas dúvidas e, por isso, talvez os melhores nomes para destacar são a dupla de safeties formada por Searcy (SS) e Rashad Johnson (FS).

No entanto, se olharmos para o ataque, a coisa parece mais positiva. O rookie Jack Conklin (RT) já se encontra a proteger Marcus Mariota, este que já leva um ano dentro do mesmo sistema e por isso deverá mostrar sinais de progresso. Fala-se do quão perigosa poderá ser a smash-mouth offense dos Titants e isso deve-se sobretudo à excelente dupla de running backs formada por DeMarco Murray e o poderoso rookie Derrick Henry, aliás esta dupla é tão forte que pode vir a ultrapassar Jeremy Hill e Gio Bernard.

Mas a observação engraçada a verificar nos Titans tem a ver com os seus receivers. Delanie Walker é o melhor TE que Mariota podia pedir, mas…nesta offseason enquanto se falava tanto de Green-Beckham e Wright como os futuros principais receivers no Tennessee, eu apostava em Rishard Matthews para roubar o lugar a Wright devido à boa época que fez em Miami (que passa despercebida, no entanto) e prestava atenção ao rookie Tajae Sharpe no trainning camp, onde este nome começava já a ser bastante referido pelo staff dos Titans. Escusado será dizer que com a saída de DGB, Sharpe e Rishard Matthews comandam agora este wide receiver core.

Obviamente que para uma equipa que só ganhou 3 jogos o ano passado, qualquer adversário é forte, no entanto, os Titans defrontam os Browns, num jogo entre as piores equipas do ano passado. Este jogo pode demonstrar qual delas melhorou mais.

Conclusão

A AFC South é uma luta em aberto. No entanto, os Titans ainda têm muito que melhorar para poderem ser uma ameaça. Já Jacksonville apenas tem de aperfeiçoar alguns detalhes. Os Colts por seu lado, podem vencer esta divisão, mas precisam de regressar em força e com uma passing offense mais forte. Os Texans, uma equipa muito defensiva, ainda precisam de esclarecer se Osweiler consegue ser o diamante em bruto que se mostrou o ano passado. O meu palpite é que a luta se vai dar entre estas duas últimas equipas e a que sairá vencedora depende da sua capacidade de vencer o adversário direto bem como as equipas mais fortes das outras divisões.

Como eu disse, esta foi a última previsão desta série, algo que me deu muito trabalho, mas quando se faz por gosto, mal se nota. Estou entusiasmado para que comece a época e eu possa ver se acertei na maioria delas ou se me enganei. Boa sorte a todos os fãs e a todas as vossas equipas. A época de 2016 da NFL vai começar!

About The Author

João Azevedo

Estou atualmente a licenciar-me em Ciência Política e Relações Internacionais, mas a minha paixão pelo futebol americano existe há imenso tempo. Este desporto aprisionou-me desde o primeiro segundo em que o vi e percebi que é sem dúvida o melhor desporto à face da terra! Gosto da vertente profissional e do college e sou um fã devoto dos New York Jets e dos Ohio State Buckeyes. Aquilo que mais quero, para além de ver os Jets ganharem um Super Bowl, é ajudar este desporto a crescer em Portugal e um dia, quem sabe, vir a ser treinador nesta modalidade. J-E- T-S! JETS! JETS! JETS!

barbour pas cher barbour pas cher barbour pas cher barbour pas cher barbour pas cher golden goose saldi golden goose saldi golden goose saldi golden goose saldi golden goose saldi doudoune moncler pas cher doudoune moncler pas cher doudoune moncler pas cher doudoune moncler pas cher doudoune moncler pas cher moncler outlet online moncler outlet online moncler outlet online moncler outlet online moncler outlet online