Indianapolis Colts

Pedro Nuno Silva 17 de Agosto de 2012 Equipas NFL Comentários Desligados
Indianapolis Colts

História Indianapolis Colts

Os Indianapolis Colts dos míticos Peyton Manning e Johnny Unitas, foram fundados em 1953 como Baltimore Colts. A equipa manteve-se naquela cidade do Estado de Maryland até 29 de Março de 1983, dia em que se mudaram para Indianapolis após uma polémica e traumática decisão do dono do franchise Robert Irsay, pai do actual CEO Jim Irsay. Os Colts ganharam 2 Super Bowl: o 1º ainda em Baltimore e o 2º mais recentemente já em Indianapolis.

Fundação

1953 (Baltimore, Maryland)

Uniforme

Sede

Indianapolis Colts Football Training Center, Indianapolis, Indiana

Nomes

Baltimore Colts (1953–1983)
Indianapolis Colts (desde 1984)

Alcunhas

Não têm

Proptietários

Jim Irsay (desde 1995)

Estádio

Lucas Oil Stadium (desde 2008)

Site

http://www.colts.com/

Roster

http://www.colts.com/team/roster.html

Conferência/Divisão

AFC Sul

Palmarés

League Championships (5)
NFL Championships (3)
1958, 1959, 1968
Super Bowl Championships (2)
1970 (V), 2006 (XLI)
Conference Championships (7)
NFL Western: 1958, 1959, 1964, 1968
AFC: 1970, 2006, 2009
Division Championships (15)
NFL Coastal: 1968
AFC East: 1970, 1975, 1976, 1977, 1987, 1999
AFC South: 2003, 2004, 2005, 2006, 2007, 2009, 2010, 2013, 2014

Números Retirados

18- Peyton Manning (QB), 1998-2011
19- Johnny Unitas (QB), 1956-1972
22- Buddy Young (RB), 1953-1955
24- Lenny Moore (Halfback), 1956-1967
70- Art Donovan (Defensive Tackle), 1950 e 1953-1961
77- Jim Parker (Offensive Liner), 1957-1967
82- Raymond Berry (WR), 1955-1967
89- Gino Marchetti (Defensive End), 1953-1966

About The Author

Pedro Nuno Silva

Português. Duriense de nascimento. Tripeiro de coração. Minhoto por adopção. Numa palavra: nortenho. Ou seja, tinha tudo para ser um ignorante sobre futebol americano. Mas a 2 de Fevereiro de 2009 tudo mudou graças a cerca de 2 minutos de um jogo que era até aí um mistério insondável! Os culpados? Todos os jogadores dos Steelers e dos Cardinals. Mas, em particular, Ben Roethlisberger e Santonio Holmes e aquele touchdown a 30 segundos do final do jogo num equilíbrio improvável e que desafiou as leis da física e se pode colocar ao lado de um qualquer volteio do mais virtuoso bailarino do Bolshoi. A paixão pelo jogo cresceu de tal forma que hoje olho à minha volta e acho estranha tanta algazarra por causa das vitórias do F.C.Porto, da nossa seleccção ou das birras do CR7. Definitivamente tornei-me num alien em pleno coração do Alto Minho!