Power Rankings: NFL 2015 Week 5

João Morão 15 de Outubro de 2015 NFL, Power Rankings Comentários Desligados
NFL Power Rankings

Power Rankings: NFL 2015 Week 5

NFL Power Ranking - Week 5

NFL Power Ranking – Week 5

1º Green Bay Packers

Parece que Green Bay não tem jogos difíceis tal a superioridade da equipa. Sem lesões ou outros azares imponderáveis, vão à final com New England, e ganham. Apostas?

2º Denver Broncos

Mais uma vitória sofrida contra Oakland que não lhes devia ter dado tanto trabalho. A jogar sem clara superioridade do ataque nesta altura, não quero pensar como será quando chegar o frio. E o frio vai chegar…

 3º New England Patriots

Um passeio em Dallas. A superioridade do ataque e defesa de New England foi permanente apesar da força renovada do pass rush dos Cowboys ter conseguido um número record de sacks a Brady. Os anos apenas aguçam a capacidade de Bill Belichick de longo o melhor treinador da NFL.

4º Cincinnati Bengals

Começo confiante de Dalton e dos Bengals até ter sido destroçado no 2º e 3º quarter pela defesa de Seattle. Nessa altura voltamos a ter o antigo Dalton: Um Quarter Back assustado sem precisão e sem confiança. Apesar da vitória percebeu-se que nada mudou e que nos grandes momentos vão falhar outra vez.

5º Arizona Cardinals

Esmagadores face a uns Lions destroçados. Não é o justo tirar mérito aos Cardinals, pois foram eles que dominaram o jogo e esmagaram qualquer veleidade que a equipa de Detroit pudesse ter. Correm por fora na luta pela supremacia na NFC.

6º Indianapolis Colts

O velhinho Hasselbeck comandou com mestria e menos turnovers os Colts para uma vitória difícil face a sempre difíceis rivais de divisão. Está o lançado do hype dos old timers na NFL. Volta Favre! Volta Owens!

7º Atlanta Falcons

Vitória sofrida frente a Washington. Têm uma excelente equipa mas insuficiente para disputar títulos com os melhores.

Mas como vão chegar aos playoffs e nos palyoffs nunca se sabe…

8º Carolina Panthers

Semana de bye.

9º Pittsburgh Steelers

Grande vitória no muito difícil terreno dos Chargers mesmo no segundo final. Bell jogou quase sozinho por Brown e Vick (expecto no drive final), estiveram muito apagados. Reacendem a luta na AFC North.

10º Buffalo Bills

Vitória revés frente aos Titans. Continua a montanha russa para os lados do Niágara.

11º Philadelphia Eagles

Rolo compressor sobre os muito fracos Saints. O “falido” projecto de Chip Kelly parece que não está assim tão morto e com muito a dizer na luta pelo topo da NFC East.

12º New York Jets

Semana de Bye.

13º San Diego Chargers

Suportados por uma grande defesa faltou agressividade ao ataque para fechar o jogo.  Do lado ofensivo da equipa apenas Gates se destacou.

14º New York Giants

Vitória muito sofrida e com muita sorte em casa frente aos 49ers não é caso para tanta euforia, especialmente com todas as fragilidades mostradas. De qualquer modo lideram a NFC East logo têm que subir nos rankings.

15º Seattle Seahawks

Estou farto de perder jogos por causa do ataque e por causa do Bevell.  Cada vez que se apanham com uma vantagem confortável é patético o híper conservadorismo de gestão de jogo no ataque. Esta gestão primária para evitar turnovers faz que a equipa não avance em campo e coloca toda a pressão na defesa, que de resto anda sempre com a equipa às costas. Quem percebe de futebol sabe que não foi o passe do Wilson que nos fez perder o Super Bowl mas sim uma gestão conservadora de ataque durante toda a segunda parte.

Depois este ano já perdemos assim em Saint Louis e quase perdemos assim frente aos Lions não fosse um árbitro cego nos ter dado o jogo de bandeja. Dois terços dos pouco jogos que perdemos no ano passado foram também perdidos assim.

Isto sem falar na falta de capacidade de gerir o talento ofensivo que existe na equipa. O que é que adianta ter Graham senão o sabem usar? Tudo isto vai sendo disfarçado pela capacidade de improviso e de estender as jogadas de Wilson que safa as deficiências de um péssimo coordenador ofensivo.

Estou farto do homem e completamente de acordo com a mãe do Lynch. Despeçam o Bevell já!!!!

Mais uma nota: Dois dos TD dos Bengals foram culpa do Chancellor que falhou a cobertura duas vezes exactamente da mesma maneira. Mas não o culpo. Acontece aos melhores.

16º Minnesota Vikings

Semana de Bye.

17º Baltimore Ravens

Enterraram a época em casa frente aos fracos Browns. Até para o ano Ravens!

18º Dallas Cowboys

Uma derrota natural face a uns Patriots muito superiores à desfalcada equipa do Texas. Perceberam agora que o Wedden não é solução. A sério!?

19º Kansas City Chiefs

Derrota em casa frente a Chicago e a lesão grave de Charles possivelmente fecharam a época em Kansas. Injusto para uma grande equipa.

20º St. Louis Rams

Ganhar em Green Bay é quase missão impossível e os Rams não têm o Tom Cruise no roster…

21º Chicago Bears

Uma vitória improvável em Kansas num jogo nivelado por baixo. Melhoras da morte num franchise a reconstruir de raiz.

22º Washington Redskins

Uma derrota em Atalanta não é desprestigiante. Disputar o jogo de igual para igual a jogar fora contra uma equipa superior é prestigiante. O trabalho de consistência de Grunden num franchise disfuncional pelo menos está a trazer alguma estabilidade e a poupar embaraços maiores.

23º Cleveland Browns

Vitória histórica e motivadora face aos Ravens. Continuam uma incógnita e mesmo arricando mais deviam pensar mais no futuro. Metam o Manziel a jogar!

24º Miami Dolphins

Graças a deus para todos nós que gostamos da NFL, os Dolphins estiveram em semana de Bye.

25º Oakland Raiders

Venderam cara a derrota face a um Denver superior. Mas continuam a ser uma equipa em reconstrução e de futuro. O que eu digo é profético: Vamos voltar a ter Raiders a sério a curto prazo.

26º Tampa Bay Buccaneers

Entre pick e pontos o facto é que têm o mesmo score dos Seahawks. E são uma das piores equipas da liga. Quem diria…

27º Detroit Lions

Foi doloroso assistir ao Meltdown de Matt Stafford. Estão em ciclo de miséria: A falta de resultados trás instabilidade e a instabilidade trás falta de resultados.

28º Houston Texans

A equipa desistiu de O´Brien que teima em queimar os seus dois Quarter backs numa base semanal. É uma dança de starters ridícula que apenas trás instabilidade à equipa.

29º Tennessee Titans

Disputaram até à ultima o jogo face a uma equipa muito superior. Mariota continua a impressionar.

30º New Orleans Saints

Penoso ver o Brees no meio daquela equipa. É como ter o Ronaldo ou Messi a jogar numa equipa de coxos. Não se faz…

31º San Francisco 49ers

Notou-se a preocupação de Kapernick em não cometer erros e turnovers e isso quase lhes deu a vitória. Não são tão fracos como os pintam especialmente comparados com as equipas de meio da tabela, mas o 1-4 do arranque dita uma queda forte nos rankings.

32º Jacksonville Jaguars

Se querem ser levado mais a sério pelo menos têm que ganhar os jogos face a equipas mais fracas. Ao contrário de Oakland, o projecto de reconstrução, aqui continua adiado.

1º Green Bay Packers

Parece que Green Bay não tem jogos difíceis tal a superioridade da equipa. Sem lesões ou outros azares imponderáveis, vão à final com New England, e ganham. Apostas?

2º Denver Broncos

Mais uma vitória sofrida contra Oakland que não lhes devia ter dado tanto trabalho. A jogar sem clara superioridade do ataque nesta altura, não quero pensar como será quando chegar o frio. E o frio vai chegar…

 3º New England Patriots

Um passeio em Dallas. A superioridade do ataque e defesa de New England foi permanente apesar da força renovada do pass rush dos Cowboys ter conseguido um número record de sacks a Brady. Os anos apenas aguçam a capacidade de Bill Belichick de longo o melhor treinador da NFL.

4º Cincinnati Bengals

Começo confiante de Dalton e dos Bengals até ter sido destroçado no 2º e 3º quarter pela defesa de Seattle. Nessa altura voltamos a ter o antigo Dalton: Um Quarter Back assustado sem precisão e sem confiança. Apesar da vitória percebeu-se que nada mudou e que nos grandes momentos vão falhar outra vez.

5º Arizona Cardinals

Esmagadores face a uns Lions destroçados. Não é o justo tirar mérito aos Cardinals, pois foram eles que dominaram o jogo e esmagaram qualquer veleidade que a equipa de Detroit pudesse ter. Correm por fora na luta pela supremacia na NFC.

6º Indianapolis Colts

O velhinho Hasselbeck comandou com mestria e menos turnovers os Colts para uma vitória difícil face a sempre difíceis rivais de divisão. Está o lançado do hype dos old timers na NFL. Volta Favre! Volta Owens!

7º Atlanta Falcons

Vitória sofrida frente a Washington. Têm uma excelente equipa mas insuficiente para disputar títulos com os melhores.

Mas como vão chegar aos playoffs e nos palyoffs nunca se sabe…

8º Carolina Panthers

Semana de bye.

9º Pittsburgh Steelers

Grande vitória no muito difícil terreno dos Chargers mesmo no segundo final. Bell jogou quase sozinho por Brown e Vick (expecto no drive final), estiveram muito apagados. Reacendem a luta na AFC North.

10º Buffalo Bills

Vitória revés frente aos Titans. Continua a montanha russa para os lados do Niágara.

11º Philadelphia Eagles

Rolo compressor sobre os muito fracos Saints. O “falido” projecto de Chip Kelly parece que não está assim tão morto e com muito a dizer na luta pelo topo da NFC East.

12º New York Jets

Semana de Bye.

13º San Diego Chargers

Suportados por uma grande defesa faltou agressividade ao ataque para fechar o jogo.  Do lado ofensivo da equipa apenas Gates se destacou.

14º New York Giants

Vitória muito sofrida e com muita sorte em casa frente aos 49ers não é caso para tanta euforia, especialmente com todas as fragilidades mostradas. De qualquer modo lideram a NFC East logo têm que subir nos rankings.

15º Seattle Seahawks

Estou farto de perder jogos por causa do ataque e por causa do Bevell.  Cada vez que se apanham com uma vantagem confortável é patético o híper conservadorismo de gestão de jogo no ataque. Esta gestão primária para evitar turnovers faz que a equipa não avance em campo e coloca toda a pressão na defesa, que de resto anda sempre com a equipa às costas. Quem percebe de futebol sabe que não foi o passe do Wilson que nos fez perder o Super Bowl mas sim uma gestão conservadora de ataque durante toda a segunda parte.

Depois este ano já perdemos assim em Saint Louis e quase perdemos assim frente aos Lions não fosse um árbitro cego nos ter dado o jogo de bandeja. Dois terços dos pouco jogos que perdemos no ano passado foram também perdidos assim.

Isto sem falar na falta de capacidade de gerir o talento ofensivo que existe na equipa. O que é que adianta ter Graham senão o sabem usar? Tudo isto vai sendo disfarçado pela capacidade de improviso e de estender as jogadas de Wilson que safa as deficiências de um péssimo coordenador ofensivo.

Estou farto do homem e completamente de acordo com a mãe do Lynch. Despeçam o Bevell já!!!!

Mais uma nota: Dois dos TD dos Bengals foram culpa do Chancellor que falhou a cobertura duas vezes exactamente da mesma maneira. Mas não o culpo. Acontece aos melhores.

16º Minnesota Vikings

Semana de Bye.

17º Baltimore Ravens

Enterraram a época em casa frente aos fracos Browns. Até para o ano Ravens!

18º Dallas Cowboys

Uma derrota natural face a uns Patriots muito superiores à desfalcada equipa do Texas. Perceberam agora que o Wedden não é solução. A sério!?

19º Kansas City Chiefs

Derrota em casa frente a Chicago e a lesão grave de Charles possivelmente fecharam a época em Kansas. Injusto para uma grande equipa.

20º St. Louis Rams

Ganhar em Green Bay é quase missão impossível e os Rams não têm o Tom Cruise no roster…

21º Chicago Bears

Uma vitória improvável em Kansas num jogo nivelado por baixo. Melhoras da morte num franchise a reconstruir de raiz.

22º Washington Redskins

Uma derrota em Atalanta não é desprestigiante. Disputar o jogo de igual para igual a jogar fora contra uma equipa superior é prestigiante. O trabalho de consistência de Grunden num franchise disfuncional pelo menos está a trazer alguma estabilidade e a poupar embaraços maiores.

23º Cleveland Browns

Vitória histórica e motivadora face aos Ravens. Continuam uma incógnita e mesmo arricando mais deviam pensar mais no futuro. Metam o Manziel a jogar!

24º Miami Dolphins

Graças a deus para todos nós que gostamos da NFL, os Dolphins estiveram em semana de Bye.

25º Oakland Raiders

Venderam cara a derrota face a um Denver superior. Mas continuam a ser uma equipa em reconstrução e de futuro. O que eu digo é profético: Vamos voltar a ter Raiders a sério a curto prazo.

26º Tampa Bay Buccaneers

Entre pick e pontos o facto é que têm o mesmo score dos Seahawks. E são uma das piores equipas da liga. Quem diria…

27º Detroit Lions

Foi doloroso assistir ao Meltdown de Matt Stafford. Estão em ciclo de miséria: A falta de resultados trás instabilidade e a instabilidade trás falta de resultados.

28º Houston Texans

A equipa desistiu de O´Brien que teima em queimar os seus dois Quarter backs numa base semanal. É uma dança de starters ridícula que apenas trás instabilidade à equipa.

29º Tennessee Titans

Disputaram até à ultima o jogo face a uma equipa muito superior. Mariota continua a impressionar.

30º New Orleans Saints

Penoso ver o Brees no meio daquela equipa. É como ter o Ronaldo ou Messi a jogar numa equipa de coxos. Não se faz…

31º San Francisco 49ers

Notou-se a preocupação de Kapernick em não cometer erros e turnovers e isso quase lhes deu a vitória. Não são tão fracos como os pintam especialmente comparados com as equipas de meio da tabela, mas o 1-4 do arranque dita uma queda forte nos rankings.

32º Jacksonville Jaguars

Se querem ser levado mais a sério pelo menos têm que ganhar os jogos face a equipas mais fracas. Ao contrário de Oakland, o projecto de reconstrução, aqui continua adiado.

About The Author

João Morão

As causas são múltiplas: Primeiro em 1998 colocado pela minha empresa na Alemanha, passei alguns fins-de-semana a jogar flag futebol numa base militar americana maioritariamente com a boa gente de Seattle. Desta altura vem o gosto. Depois em 2005 em Jackson Hole (Wyoming) assisti em directo à transmissão do Super Bowl XL dos meus Seahawks contra os Steelers. Foi um jogo de má memória e de pior arbitragem que me deixou um amargo permitido apenas pela perda de algo de que gostamos muito. Desta altura vem a militância. Finalmente: A desilusão e desgaste causado pelas assimetrias, manobras, golpadas e falta de fair-play do soccer, viraram-me definitivamente para um desporto mais justo, mais sério, mais competitivo, mais brutal (é certo), mas de maior entrega e de incomparavelmente maior emoção: O Futebol Americano. Nas horas “vagas” sou pai de 4 filhos (Um deles é dos Giants vai-se lá saber porquê!?).

barbour pas cher barbour pas cher barbour pas cher barbour pas cher barbour pas cher golden goose saldi golden goose saldi golden goose saldi golden goose saldi golden goose saldi doudoune moncler pas cher doudoune moncler pas cher doudoune moncler pas cher doudoune moncler pas cher doudoune moncler pas cher moncler outlet online moncler outlet online moncler outlet online moncler outlet online moncler outlet online