Power Rankings: NFL 2015 Week 9

João Morão 13 de Novembro de 2015 NFL, Power Rankings Comentários Desligados
NFL Power Rankings

Power Rankings: NFL 2015 Week 9

NFL Power Ranking – Week 9

NFL Power Ranking – Week 9

1º New England Patriots

Mantêm o primeiro lugar na liga com uma vitória muito fácil frente aos débeis Redskins. Com os dois pés nos playoffs só serão realmente testados na saída a Denver.

2º Cincinnati Bengals

Vitória bem suada contra Manziel. Enquanto o quarter back adversário teve força manteve a pior equipa da liga em jogo. De resto não gostei do aburguesamento e facilitismo dos Bengals que lhes podia ter complicado a vida.

3º Carolina Panthers

A par de Denver, actualmente têm a melhor defesa da liga. A grande vantagem desta época é que têm um Cam Newton mais adulto e maduro no passing game a reforçar o já tradicionalmente forte running game da equipa.

Mesmo assim o rapaz ainda faz birra quando não lhe dão a bola. O Peppers que o diga…

4º Denver Broncos

Ainda não foi desta que o Peyton bateu o record de Favre. A pressão de não perder para chegarem aos 8-0 virou-se contra eles ao não aguentaram. Só assim se justificam os excessos de Talib e de muitos outros.

5º Green Bay Packers

Na semana passada o A-Rod não disse piadolas e esta semana teve uma “branca” frente a Carolina. A recuperação final que quase lhes deu o jogo não esconde fraquezas apresentadas dos dois lados da bola. Curiosa a zanga entre Peppers, Radji e Clinton-Dix numa equipa pouco habituada a perder.

6º Arizona Cardinals

Semana de bye

7º Minnesota Vikings

Num jogo híper-emocionante foi admirável ver a capacidade de sofrimento de toda a equipa rumo à merecida vitória. Para mim a entrada sobre Bridgewater é baixa, tardia e intencional.

Se o Fischer quer lições de como se joga limpo e bem na defesa veja o vídeo do jogo e aprenda com o Linval Joseph.

8º Pittsburgh Steelers

Vitória de Pirro na lesão de Roethlisberger. Pode não ser grave mas é mais uma. Brown é um monstro que agarra tudo que lhe cai num raio de 30 metros. O melhor X receiver da liga.

9º Seattle Seahawks

Semana de bye

10º Atlanta Falcons

A gelatina Royal devia ser o patrocinador das camisolas do Falcons. Tremedeira em jogos para ganhar é imagem de marca.

Não me venham dizer que os Falcons são underrated quando o problema histórico do franchise é uma constante falta de consistência.

11º New York Jets

Ganhar apertados aos Jaguars em casa não é grande cartão-de-visita. Mas ao mesmo tempo e mais uma vez provou-se o já popular ditado: “Mais vale um quarter back veterano aleijado em campo a ganhar que um fraquinho quarter back que não paga as dívidas e leva murros na boca por isso a jogar”.

12º Philadelphia Eagles

Detesto a fast pace offense dos Eagles sempre recheada de rapidíssimos 3 and outs. Mas finalmente na hora do aperto e do tudo ou nada, Bradford conseguiu cumprir. Deve ter sido uma sensação fabulosa depois do enorme calvário passado nos últimos anos. Esta o homem mereceu.

13º New York Giants

Fora do MetLife Stadium são vulgares. As jovens promessas da equipa (e são muitas além o mediático Beckham) merecem um head coach mais moderno com outra dinâmica e outra filosofia.

Eu da minha parte recomendo o Bevell do Seahawks 

14º Buffalo Bills

Vitória fácil frente uma equipa de Miami em desaceleração emocional. Nota para o gordo imundo e a nomeação de IK Enemkpali para capitão em provocação aos Jets. O homem é a prova viva que estupidez, arrogância e incompetente podem ser um modo de vida.

15º St. Louis Rams

Continuando no tema iniciado acima no comentário sobre os Bills: Eu não gosto de treinadores arrogantes e muito “in your face” como o gordo Ryan ou como o empinado Fischer.

As argumentações e contra-argumentações típicas do head-coach dos Rams quanto apontado o dedo às evidentes más praticas ou falta de desportivismo da equipa, originam respostas e guerras muito soccerianas pouco comuns na dura mas leal NFL. Dentro dos muitos e gritantes defeitos é mais uma das características do execrável Fisher.

O mais jovem e dos mais talentosos rosters da NFL merecem alguém melhor que este tipo.

16º Oakland Raiders

Perder com os Steelers fora com o jogo aberto até ao último minuto é motivo de orgulho para a Raiders Nation. Renascidos e a dar cartas!

Mesmo perdendo esta semana, não os consigo baixar de posição nos Power Rankings depois do enorme jogo bem conseguido em Pittsburgh.

17º Indianapolis Colts

Num grande jogo voltamos a ter os antigos Colts com entrega, alma e coração. O negativo é que em muitos momentos do jogo também tivemos os novos Colts cheios de erros e infantilidades.

Bipolares?

18º New Orleans Saints

A seguir à bonança vem a tempestade. Perder com os Titans em casa é injustificável.

No comments!

19º Kansas City Chiefs

Semana de Bye

20º Miami Dolphins

Arrumados redondos pelos Bills. Fica a ideia que o hype do novo treinador já passou e que voltaram a ser uma equipa remendada, vulgar que não sabe explorar o muito talento que tem no roster.

Mas um anos perdido no sul da Florida.

21º Tampa Bay Buccaneers

Duas vitórias seguidas e um 4-4 que eu não esperava nesta altura. Estão na disputa da NFC South com muito para dizer. Consigam maior consistência defensiva no backfield e podem-se tornar na enorme surpresa dos wild-cards da NFC deste ano.

22º Baltimore Ravens

Semana de bye.

23º Houston Texans

Semana de bye

24º Washington Redskins

Derrota muito normal face a uns Patriots a anos-luz de superioridade. Inoperantes ofensivamente e alguma solidez defensiva foi o melhor que conseguiram esta semana.

25º San Francisco 49ers

Não subestimem os 49ers a jogar em casa! Este ano em casa apenas perderam contra os fortes Green Bay e entraram “derrotados” contra Seattle (Nesta eu culpo o Kaepernick).

Com a época perdida podem baralhar as contas da NFC pois ainda vão receber em Santa Clara os Cardinals e os Rams. GO NINERS!

PS: Quem diria que eu alguma vez poderia vir a escrever algo deste género!

26º Chicago Bears

Quando me sentei ontem para assistir o jogo no gamepass não esperava este resultado dos Bears. Cutler contínua desconcertante aliando o pior e o melhor de modo aleatório e desorganizado. Umas vezes é suficiente e outras não. Ontem face a uma equipa destroçada: Chegou.

Cinco minutos de fama de Zach Miller e para aquele fabuloso catch e TD!

27º Jacksonville Jaguars

Não é desonra perder como perderam face a uns Jets muito superiores. Com os normais altos e baixos a equipa de Jacksonville este ano está a jogar bem melhor. Uma nota de louvor para o underrated Bortles e para um dos mais jovens e espectaculares corpos de receivers da liga.

Nostálgico, é que mesmo dentro do evidente desequilíbrio da equipa, vem-me à memória os Seahawks do tempo do Largent. Cada vez mais, de modo sublinear, vou percebendo porque os considero a minha segunda equipa.

28º Dallas Cowboys

E desta vez caídos frente aos Eagles com Dez Bryant de volta a fazer catchs espectaculares, com Cassell a não jogar assim tão mal, e novamente com decisões polémicas da arbitragem maioritariamente a favor da equipa da casa. Qual é a justificação da derrota?

Já sei… Aqueles que queimaram camisolas quando se assinou a extensão de Romo devem ser os mesmos que agora as queimam pela falta dele em campo.

Conclusão: Muita camisola se queima em Dallas.

29º Tennessee Titans

Mariota faz toda a diferença. Grande jogo frente aos espectaculares e hiperagressivos Saints.

Componham a equipa a partir do draft e não da free agency e pode ser que daqui a dois anos comecem a ser mais competitivos.

Vejam o que os Raiders finalmente fizeram!

30º San Diego Chargers

São uma das enormes (senão a maior) desilusões da liga. Rivers é um corpo estranho numa equipa lesionada, destroçada e derrotada.

Foi confrangedor ver a sua expressão no fim do jogo a assimilar mais uma derrota. Faz pena.

31º Detroit Lions

Por regra não mexo na classificação a equipas que estão em bye. Mas quando os Lions têm o pior score da NFL, mesmo em bye têm que descer.

Dito e feito.

32º Cleveland Browns

Enquanto houve Manziel, houve jogo. Agora o rapaz não consegue jogar sozinho. De uma vez afirmo: Se o Pettine não o meter como titular não merece estar lá para o ano.

Alguém aposte no futuro numa equipa que má que teima em não sair do presente!

About The Author

João Morão

As causas são múltiplas: Primeiro em 1998 colocado pela minha empresa na Alemanha, passei alguns fins-de-semana a jogar flag futebol numa base militar americana maioritariamente com a boa gente de Seattle. Desta altura vem o gosto. Depois em 2005 em Jackson Hole (Wyoming) assisti em directo à transmissão do Super Bowl XL dos meus Seahawks contra os Steelers. Foi um jogo de má memória e de pior arbitragem que me deixou um amargo permitido apenas pela perda de algo de que gostamos muito. Desta altura vem a militância. Finalmente: A desilusão e desgaste causado pelas assimetrias, manobras, golpadas e falta de fair-play do soccer, viraram-me definitivamente para um desporto mais justo, mais sério, mais competitivo, mais brutal (é certo), mas de maior entrega e de incomparavelmente maior emoção: O Futebol Americano. Nas horas “vagas” sou pai de 4 filhos (Um deles é dos Giants vai-se lá saber porquê!?).