Patriots @ Rams: Os Patriots Adoram Londres

José Guia 7 de Novembro de 2012 Análise Jogos NFL Comments

New England Patriots at St. Louis Rams

1 2 3 4 F
New England Patriots 7 21 10 7 45
St. Louis Rams 7 0 0 0 7

Os Patriots Adoram Londres

E bem podem considerar o Wembley Park a sua segunda casa, pois são a única equipa a contar com duas vitórias na International Series, juntado esta vitória à de 2009 quando levaram de vencida os Tampa Bay Buccaneers.

Wembley Park

Wembley Park

O Jogo

Após um drive inicial de grande categoria por parte dos St. Louis Rams os New England Patriots simplesmente pegaram no jogo e começaram a acumular pontos. Num equilíbrio quase perfeito entre passe e corrida os Patriots deram um recital de bom futebol e desta vez até a defesa esteve à altura pois fez com que o ataque dos Rams simplesmente deixasse de existir.

A entrada em campo da equipa do St. Louis Rams

A entrada em campo da equipa do St. Louis Rams

O ataque dos St. Louis Rams foi quem teve a oportunidade de começar o jogo, após os Patriots terem ganho a moeda ao ar e terem escolhido defender primeiro. E pode-se dizer que os Rams começaram da melhor maneira explorando a maior fraqueza da defesa dos Patriots, a linda secundária, num passe de 50 jardas do Quarterback Sam Bradford para o Wide Receiver Chris Givens concretizar o primeiro touchdown do jogo, e neste caso, os únicos pontos para a equipa de St. Louis. À primeira vista parecia que o jogo não começava da melhor forma para os Patriots, no entanto, talvez tenha sido esta a faísca que os Patriots precisavam para fazer um jogo à antiga.

1º Período

Assim que o Quarterback Tom Brady e o seu ataque subiram ao terreno deu para perceber que os Patriots não estavam ali para passeio e responderam na mesma moeda. Tom Brady fez um passe de 19 jardas para o Wide Receiver Brandon Lloyd fazer o seu primeiro touchdown da noite e abrir o marcador para os Patriots.

1º Touchdown do Wide Receiver Brandon Lloyd

Touchdown do Wide Receiver Brandon Lloyd

E quem resolveu aparecer também em Londres foi a defesa dos Patriots, que a partir daqui não mais deixaram o ataque dos St. Louis Rams aparecer em cena através da pressão exercida especialmente pelos Rookies Defensive End Chandler Jones e Linebacker Dont’a Hightower, e ainda pelos veteranos Nose Tackle Vince Wilfork e o Defensive End Rob Ninkovich, o que facilitou bastante a tarefa dos cornerbacks e safetys.

O Defensive End Chandler Jones a fazer um sack

O Defensive End Chandler Jones a fazer um sack

2º Período

A defesa conseguiu fazer com que o Quarterback Sam Bradford jogasse mal devido à pressão, falhando muitos passes, sendo placado algumas vezes e interceptado uma vez. A defesa dos Patriots também não permitiu que os Rams usassem o jogo corrido, deixando o ataque deste sem solução e sem hipóteses de acompanhar a marcha do marcador.

Tom Brady e o seu ataque conseguiram efectuar mais 3 touchdowns na primeira parte em drives consecutivos. O segundo resultou numa corrida do Running Back Shane Vereen a 1 jarda da end zone mas na 4ª tentativa, uma jogada nada comum para um treinador como Bill Bellichick que costuma jogar pelo seguro. O 3º touchdown resultou numa combinação pelo ar num passe de 7 jardas para o Tight End Rob Gronkowski fazer o seu primeiro touchdown da noite. A 10 segundos do fim foi a vez do Running Back Steven Ridley numa corrida de 1 jarda fazer o 4ª touchdown do jogo para os Patriots que seguiam para o intervalo com uma larga vantagem.

Durante a primeira parte a única vez que os Rams voltaram a estar próximos de pontuar foi num field goal de 52 jardas, que para quem viu ao vivo, deu a ideia de que era um falso field goal, no qual tentavam ganhar as jardas necessárias para terem um novo conjunto de downs, no entanto em nada deu resultado e acabaram por ceder a bola por falta de downs.

Ao intervalo o marcador apontava 28-07.

3º Período

A segunda parte começou com mais um drive do ataque dos Patriots a resultar em touchdown, e seria o segundo do Wide Receiver Brandon Lloyd numa recepção de 9 jardas a passe do Quarterback Tom Brady. Só após estes 5 touchdowns a defesa dos Rams conseguiu abrandar o ataque dos Patriots e limitá-lo a um field goal de 26 jardas concretizado pelo Kicker Stephen Gostkwoski.

No entanto Tom Brady e Rob Gronkwoski ainda iriam combinar em mais um passe para touchdown o que permitiu mais uma celebração teatral do Tight End dos Patriots.

Gronk Spike

Gronk Spike

4º Período

Só no quarto período é que vimos os Patriots chutar a bola para a frente, numa altura em que ambas as equipas já davam o jogo por terminado e aproveitavam para rodar os seus jogadores colocando os habituais suplentes a jogar.

De referir que esta análise é um pouco diferente às habituais no nosso blog, visto que foi feita a partir do que vi no estádio sem recurso às habituais estatísticas. Sem dúvida que é uma grande experiência que espero um dia repetir e que recomendo a qualquer fã de Futebol Americano.

As Nossas Escolhas

MVP: Quarterback Tom Brady, fez o seu melhor jogo da época e deu um balanço quase perfeito entre passe e corrida o que permitiu destacar outros jogadores no ataque e avolumar o resultado.

Positivo: Ataque e defesas dos New England Patriots, em especial o Tight End Rob Gronkowski e o Running Back Steven Ridley no ataque e os Rookies Defensive End Chandler Jones e Linebacker Dont’a Hightower na defesa.

Negativo: O eclipse de toda a equipa dos St. Louis Rams e a incapacidade da equipa técnica em evitar essa situação

About The Author

José Guia

Nascido da bela colheita de 1983 e criado no Algarve desde cedo comecei a praticar o futebol Europeu, joguei 13 anos federado no Silves Futebol Clube e sempre fui adepto da prática de desporto. Sou fã de várias modalidades para além do "soccer", mas foi em 2007 num belo ano que vivi em Lisboa, que comecei a conhecer o Futebol Americano, em conjunto com o meu grande amigo João Mestre tivemos a enorme felicidade de acompanhar a quase perfect season dos New England Patriots, infelizmente não desfrutamos da vitória no Superbowl mas começamos isso sim a desfrutar, apreciar e adorar este grande desporto que é o Futebol Americano. Como não poderia deixar de ser sou fã dos Patriots, não só por essa época em particular mas também por já gostar dos Boston Celtis (Basket) e da cidade de Boston em si. Hoje em dia costumo dizer aos meus amigos que sou Leão de coração e Patriota (Patriots) de alma.