Super Bowl XLIX: Análise ao Jogo

Filipe Nunes 2 de Fevereiro de 2015 Análise Jogos NFL, NFL Comments
Super Bowl XLIX - New England Patriots v Seattle Seahawks

Super Bowl XLIX: Análise ao Jogo

1 2 3 4 F
New England Patriots 0 14 0 14 28
Seattle Seahawks 0 14 10 0 24

Uau… Ontem foi dia de Super Bowl, muito se falou sobre este evento nos órgãos de comunicação social Portugueses! Ou melhor, falou-se de quanto custa um anúncio, falou-se muito da Katy Perry, falou-se da mulher do Brady e pouco se falou do jogo!

Atenção que no meio disto tudo ainda houve um canal que se preocupou em fazer uma reportagem sobre o Futebol Americano em Portugal! Alguém a fazer algo de jeito…

Apesar de todo o mediatismo ao qual qualquer leigo não pode deixar de ser indiferente dado o tamanho do evento, o que interessa é que ninguém entende aquilo que eu e tu estamos a sentir neste momento… Sim eu também me sinto sem chão e com um vazio ao qual damos o nome de offseason! Este deserto de 7 meses que iremos todos atravessar fazendo paragens pelo Combine, Free Agency, Draft, até aos Training Camps…

Passando à frente resta a nós analisar o Super Bowl e perceber que repercussões o mesmo irá ter no Futuro. Sim, não tenho dúvidas que o jogo de ontem irá ecoar para sempre na história da NFL, eu já explico…

A análise que eu fiz para este jogo nos dias que antecederem ao mesmo, e que pude partilhar com todos foi que, o jogo iria ser resolvido com o talento das armas ofensivas que Brady tem ao ser dispor no que toca ao jogo de passe. Em primeiro lugar porque Pete Carroll conhece e confia bem nos seus Cornerbacks o que lhe dá margem para uma defesa de 1 para 1. Este aspeto influencia e de que maneira o jogo de rush da equipa contrária, na medida que possibilita aos seus Safeties jogarem mais perto da line of Scrimmage prestando um auxílio extra ao seu front-7. Agora imaginem o que os RB adversários de Earl Thomas tem de sofrer nas mãos deste “Tackle Machine”.

Do outro lado temos o ataque dos Seahawks que é liderado pela vontade do seu running back, Marshawn Lynch e por aquele que é talvez o melhor QB no que toca a multitasking, sim porque o Russell Wilson tanto é uma ameaça dentro do pocket bem como fora dele. A Wilson falta um WR dominante, melhor, a Seattle falta um corpo de WR e TE capaz de acompanhar o ritmo competitivo imposto pela equipa. Porque tu nem ninguém pode esperar milagres contra Revis e aquela que é talvez (na minha opinião) uma Secondary top-5 com receivers tão medíocres.

Por fim apenas uma pergunta por responder, conseguirá Wilson levar de vencido um veterano QB pelo segundo ano consecutivo?

5 Momentos Chave do Jogo (com uma relação cronológica)

  1. Interseção do Brady em cima da end zone no fim do 1º quarto! Após um excelente drive ao qual já cheirava a Touchdown, sofrer uma interseção num Super Bowl contra uma defesa como a de Seattle é mau, mas pior ainda é quando o fazes dentro de field goal range e com resultado nulo.
  2. 4 Minutos para o fim da primeira parte e Russell Wilson faz um passe de 44 jardas para Chris Mathews, que permite a Seattle entrar na red zone de New England. Este passe foi de extrema importância pois conseguiu dar algo aos Seahawks quando o ataque destes ainda nada tinha produzido em todo jogo. Para além disso esta foi a 1ª receção protagonizada por Mathews na NFL
  3. Já estava tudo à espera da Katty Perry, quando Russell Wilson inicia o ultimo drive da 1ª metade com 30 segundos no relógio. Uma corrida, um passe e uma face-mask, resultam em mais 7 pontos para Seattle que levam assim o jogo empatado para o intervalo.
  4. Após um claro domínio dos Seahawks dentro do campo, onde estes já lideravam por 10 pontos, Brady chega-se literalmente à frente e com todo o poder ofensivo dos Patriots protagonizam 2 Touchdowns no 4º quarto.
  5. Restanos por fim último drive dos Seahawks onde ouve de tudo!!! Um Milagre e um jogo perdido…
    Por favor se não viram o jogo vejam os highlights, pois, eu não consigo pôr este drive (o mais importante do jogo) em palavras. Se desconhecem este drive vejam-no e contemplem a magia do Futebol Americano! Quem viu, sabe do que falo!

Já viste o último drive??? Porreiro, vamos continuar!

Sim, Pete Carroll e o seu Staff perdem o jogo com aquele play call dentro da 1ª jarda dos Patriots. Oh pá não venham com coisas, Wilson nenhuma culpa tem de a sua equipa ter perdido o jogo, obviamente ele tem de fazer o seu trabalho que neste caso era entregar a bola ao seu receiver, mas reparem que os Pats estavam encostados às cordas, esperando o golpe de misericórdia que dentro da 1ª jarda, deveria ser Lynch a disferir numa corrida à Beast Mode restando aos Pats apenas 20 segundos para jogar… E vão-me tentar um passe… PARA QUÊ…

Pronto Patriots Win! Belichick vai ao banho, Sherman chora e Brady celebra de forma um pouco “bichanada” se me permitem a expressão!

Boas Performances

O MVP Tom Brady, obviamente que o seu jogo influenciou o resultado do Super Bowl! Brady não vacilou quando era necessário, mesmo frente a uma das melhores defesas de todos os tempos.
Tom Brady é agora sem dúvida o QB mais realizado, que alguma vez já jogou neste deporto, tendo inclusive ultrapassado ontem o Record de Joe Montana no que toca a TD pass no Super Bowl.

Michael Bennet, que caso os Seahawks tivessem ganho, para mim teria sido o MVP do jogo. Ele foi incrível! Arrasou LeGarret Blount e o jogo corrido dos Pats, e demonstrou uma disponibilidade incrível para acelerar o jogo de Pass do Brady, tendo chegado inclusive a derrubar Brady uma série de vezes

O Backfield dos Patriots que nada cedeu a Russell Wilson. Este é dos grupos mais desvalorizados na liga tirando Revis obviamente, mas ontem mostrou a fibra que é necessária numa equipa para ganhar campeonatos.

Más Performances

Legion of Boom tem mesmo de ser chamados para aqui pois são estes o pior pesadelo de qualquer QB, são mesmo estes que ontem frente a Brady e companhia deixaram cair uma vantagem de 10 pontos tendo morrido no 4º quarto. O mais grave estes 3 pro bowlers cederam a Brady 8 passes em 8 tentativas no drive do último TD.

Darrell Bevell ordenou o play call que matou a sua equipa, quando na jogada anterior Lynch tinha ganho 4 jardas em corrida aos Patriots. Aquele que alguns apontam como futuro Head Coach dos 49ers não soube gerir a vantagem que o seu jogo corrido impos sobre a DL dos Pats e foi pela escolha mais sexy e arriscada que é marcar por pass na linha da 1ª jarda.

About The Author

Filipe Nunes

Foi em 2009 que vi o meu primeiro jogo de Futebol Americano. O jogo opunha Eagles aos Giants. Muito rapidamente fiquei fã do Tackle, do Quarterback, do Touchdown e do Running Back. Cresceu também a minha grande admiração pela cultura Norte Americana, onde o desporto é visto como parte integrante da sua tradição, e um grandioso espetáculo. Nunca tive com quem partilhar esta minha paixão, até que encontrei esta Grande Comunidade, que complementa o meu vício pelo Jogo. Sou fã dos Patriots e dos Cowboys. Para além da NFL sigo sempre ao Sábado o College Football, sendo fã das equipas Michigan Wolverines, Oregon Ducks e Notre Dame.