Época de Bowls: A Melhor Altura do Ano

Paulo Pereira 19 de Dezembro de 2013 College Comments
College Bowls

Época de Bowls: A Melhor Altura do Ano

Setembro, Outubro e Novembro já são passado. Os três meses de intensa competição culminaram num crescendo de emoção, dando dois finalistas inesperados, fora de cogitações no início da temporada. Florida State e Auburn vão pugnar pela glória máxima, no dia 6 de Janeiro, procurando a redenção a programas históricos, mas que faziam uma travessia do deserto. Por isso, já sabem: peguem num calendário e apontem a data. Dia 6. Depois disso, é um game over…até à ultima semana de Agosto de 2014. Demasiado tempo sem futebol.

De forma a evitar, o mais possível, a ressaca que se abaterá, mais cedo ou mais tarde, sobre os fãs do College, no longo interregno, nada como desfrutar do último mês de competição, entrando no espírito das Bowls. Haverá jogos para todos os gostos. A lista que se segue não pretende ser um manual calendarizado dos principais jogos. Essa é sempre uma questão pessoal. De gosto. Por exemplo, sem grande razão aparente, enamorei-me de Northwestern, anos atrás, ao ver um jogo de Tony Pyke, o então quarterback dos Wildcats. Fidelizei-me no percurso da equipa. Este ensinamento serve apenas para recordar que, em qualquer jogo, poderá estar um motivo de interesse. Antes da final, vamos ter uma maratona. Exigente, em termos de tempo. Felizardos os que puderão assistir aos encontros que considero dignos de relevo. Sem ESPN, estamos por nossa conta. Arte e engenho, na procura do melhor stream, dia após dia, para não perder pitada dos acontecimentos.

College Bowls

Bowl Data Hora Equipas
Las Vegas Bowl 21 de Dezembro 20h30m Fresno State vs USC
Bowl Beef’O’Brady St.Petersburg 23 de Dezembro 19h00m East Carolina vs Ohio Bobcats
Little Caesar’s Bowl 26 de Dezembro 23h00m Bowling Green vs Pittsburgh
San Diego County Credit Union Poinsettia Bowl 27 de Dezembro 2h30m Northern Illinois vs Utah State
Texas Bowl 27 de Dezembro 23h00m Syracuse vs Minnesota
Fight Hunger Bowl 28 de Dezembro 2h30m BYU vs Washington
New Era Pinstripe Bowl 28 de Dezembro 17h00m Rutgers vs Notre Dame
Russell Athletic Bowl 28 de Dezembro 23h45m Louisville vs Miami
Valero Alamo Bowl 30 de Dezembro 23h45m Oregon vs Texas
National University Holiday Bowl 31 de Dezembro 3h15m Arizona State vs Texas Tech
Advocare V100 Bowl 31 de Dezembro 17h30m Arizona State vs Boston College
Hyundai Sun Bowl 31 de Dezembro 19h00m UCLA vs Virginia Tech
Chick-fil-A Bowl 1 de Janeiro 1h00m Texas A&M vs Duke
Capital One Bowl 1 de Jameiro 18h00m South Carolina vs Wisconsin
Outback Bowl 1 de Janeiro 18h00m LSU vs Iowa
Rose Bowl 1 de Janeiro 22h00m Michigan State vs Stanford
Fiesta Bowl 2 de Janeiro 1h30m Baylor vs Central Florida
Sugar Bowl 2 de Janeiro 1h30m Alabama vs Oklahoma
Orange Bowl 3 de Janeiro 22h00m Ohio State vs Clemson
Cotton Bowl 4 de Janeiro 00h30m Missouri vs Oklahoma State
BBVA Compass Bowl 4 de Janeiro 18h00m Houston vs Vanderbilt
BCS National Championship 7 de Janeiro 1h30m Florida State vs Auburn

Las Vegas Bowl

Data: 21 de Dezembro
Horário em Portugal:
20,30 horas
Equipas: Fresno State versus USC

Motivos de interesse:
E pronto. Abertas as hostilidades na season bowl. Pelo menos, naquelas que vale a pena perder tempo. Fresno realizou uma temporada que entra para a história da universidade. Liderada por Derek Carr, um dos quarterbacks mais hot no momento, quererá fechar com chave de ouro a temporada de 2013. Depois do título de conferência, a cereja no topo do bolo. A equipa não tem apenas Carr. No ataque pontifica um receiver sophomore que já é um caso sério. Apontem: Davante Adams. 23 touchdowns. Do outro lado, uma equipa mítica. Combalida, é um facto, depois da horribilis temporada, que levou ao despedimento de Lane Kiffin do comando técnico. Sob a batuta de Ed Orgeron a universidade californiana melhorou. O triunfo na Bowl é visto como o ponto de partida para uma nova fase. Jogo do adeus de Marqise Lee, WR com passaporte para a NFL e para apreciar Nelson Agholor, o delfim de Lee no ataque. Muitos motivos de interesse…

Bowl Beef’O’Brady St.Petersburg

Data: 23 de Dezembro
Horário em Portugal:
19 horas
Equipas: East Carolina vs Ohio Bobcats

Motivos de interesse: Conferência USA, pouco interessante, mas com dois quarterbacks eficientes e merecedores de crédito. Shane Carden, quarterback de East Carolina, liderou a conferência em jardas passadas. Tyler Tettleton, por sua vez, liderou Ohio a duas vitórias consecutivas, em Bowls. Um duelo que promete.

Little Caesar’s Bowl

Data: 26 de Dezembro
Horário em Portugal:
23 horas
Equipas: Bowling Green versus Pittsburgh

Motivos de interesse: Antes da última semana não perderia um minuto a ver o jogo. O que mudou? Assisti à final da MAC (onde reside Bowling Green), para ver Jordan Lynch (quarterback de Northern Illinois) e saiu-me na rifa um até então desconhecido (para mim). Matt Johnson, sophomore quarterback, levou a equipa às costas, lançando quase tantos touchdowns (5) do que passes falhados no jogo todo (apenas 6, em 21/27). Deixou água na boca, face ao arco evolutivo que possui. Por isso, toca a descobrir mais um quarterback talentoso.

San Diego County Credit Union Poinsettia Bowl

Data: 27 de Dezembro
Horário em Portugal:
2.30 horas
Equipas: Northern Illinois versus Utah State

Motivos de interesse: Ponto prévio. O jogo disputa-se, nos USA, a 26. A diferença horária faz mossa, desta vez, obrigando o adepto do College a uma noite mal dormida, sentado em frente de um computador, madrugada adentro. Acredito que valerá a pena. Ou não, conforme os gostos. Jordan Lynch não será um nome estranho para a maioria. Versão 2.0 de Tim Tebow ou, como também é apodado, Johnny Manziel dos pobres, por jogar na MAC, conferência sem grande expressão. Lynch tem físico de fullback…mas joga a quarterback, podendo ferir o adversário com o braço ou em corrida, algo que ele faz com frequência. Northern Illinois aparece ferida, nesta Bowl. A derrota na final da MAC, contra Bowling Green, afastou a universidade de uma mediática BCS Bowl. Estará a equipa deprimida, ou usará essa derrota anterior para se vingar de Utah? Estes terminaram a época com um recorde de 8-5, mesmo tendo perdido Chuckie Keaton, um dos quarterbacks que valerá a pena acompanhar, em 2014. Os ingredientes prometem um bom espectáculo. Basta agora resistir ao sono…

Texas Bowl

Data: 27 de Dezembro
Horário em Portugal:
23 horas
Equipas: Syracuse versus Minnesota

Motivos de interesse: Para um empedernido fã dos Vikings, ver um Bowl game com a universidade da cidade onde a franquia da NFL está sedeada é obrigatório. Este ano com um atractivo especial. Os Gophers, contrariando as previsões, terminaram a época com um recorde positivo (8-4) e foram competitivos na conferência Big 10. A vitória na Bowl seria especial, depois do head coach Jerry Kill ter abandonado a equipa, por problemas de saúde (epilepsia). Que tal oferecerem-lhe o triunfo, rapaziada?

Fight Hunger Bowl

Data: 28 de Dezembro
Horário em Portugal:
2,30 horas
Equipas: BYU versus Washington

Motivos de interesse: Washington viu partir o seu head coach, Steve Sarkasian, para treinador de USC, na próxima época. Para o seu lugar vem o reputado Chris Peterson, ex-Boise State, que não orientará a equipa neste desafio. Enfrentam-se dois estilos totalmente diferentes. BYU, uma universidade ultra-conservadora, tem um dos fenómenos do ano, Taysom Hill, um quarterback a necessitar imenso de ser trabalhado, mas com uma capacidade imprevisível no solo. Washington tem um mais refinado Keith Price, aos comandos do ataque, e Bishop Sankey, reputado running back. Um jogo com ingredientes perfeitos para colorir uma madrugada fria de Inverno.

New Era Pinstripe Bowl

Data: 28 de Dezembro
Horário em Portugal:
17 horas
Equipas: Rutgers versus Notre Dame

Motivos de interesse: No-brainer. Os Fighting Irish, claro. Notre Dame tem uma aura que rodeia a equipa que a torna especial. E, claro, tem ainda aquela defesa excelente, com Louis Nix III, o seu defensive tackle, à cabeça, coadjuvado por Stephon Tuitt, defensive end. No ataque, DaVaris Daniels, wide receiver, merece uma olhadela atenta. O confronto só não é mais aliciante porque Rutgers foi decepcionante, ao longo da época.

Russell Athletic Bowl

Data: 28 de Dezembro
Horário em Portugal:
23,45 horas
Equipas: Louisville versus Miami

Motivos de interesse: Os Hurricanes vão recuperando aos poucos o prestígio, após alguns escândalos que abalaram as fundações da universidade. Miami andou mais de metade da temporada sem conhecer o travo amargo da derrota. Conta com Stephen Morris, quarterback, e Duke Johnson, running back, como armas letais para contrapor ao elemento mais afamado do jogo: Teddy Bridgewater. Se querem perceber o porquê do hype em redor do potencial nº 1 no próximo draft, esta é a ocasião perfeita. Louisville terminou o ano com uma mera derrota (cortesia de UCF) e teve no seu quarterback o elemento mais destacado, com 28 touchdowns e apenas 4 intercepções. Os detractores apontam a soft schedule de Louisville como o motivo para uma temporada quase perfeita. Será?

Valero Alamo Bowl

Data: 30 de Dezembro
Horário em Portugal: 23,45 horas
Equipas: Oregon versus Texas

Motivos de interesse: O ataque de Oregon parece speedado, com uma velocidade impressionante. A equipa, possuidora de instalações futuristas, tem falhado o assalto à final nacional, claudicando sempre na visita anual a Stanford. Teoricamente, parecem claros favoritos a despachar uns Longhorns mergulhados em problemas, desde o início da época. Mack Brown, o seu decano treinador, parece estar de partida. A temporada com um 8-4 pareceu, em Setembro, ir ser um desastre. Evitado a tempo, mas com uma nova derrota na última semana da regular season, frente a Baylor, que tem um ataque similar ao de Oregon. Más notícias para Texas…

National University Holiday Bowl

Data: 31 de Dezembro
Horário em Portugal:
3,15 horas
Equipas: Arizona State versus Texas Tech

Motivos de interesse: A boa temporada de Arizona, com direito a disputar a final da PAC-12 contra Stanford. Um bom elenco, que tornou os Sun Devils relevantes, onde se destacam Mario Grice (running back), Taylor Kelly (quarterback) e Jaelen Strong (wide receiver). Texas Tech, por sua vez, tem um dos mais brilhantes técnicos actuais, Kliff Kingsbury, que teráum duelo particular contra o elogiado Todd Graham, head coach de Arizona. Este será apenas o 2º embate entre as equipas, num encontro que permitirá ver em acção Jace Amaro, um tight end (Texas Tech) prognosticado em sair no 1º round do próximo draft.

Advocare V100 Bowl

Data: 31 de Dezembro
Horário em Portugal: 17,30 horas
Equipas: Arizona State versus Boston College

Motivos de interesse: Podia haver melhor maneira de encerrar o ano? Podia, mas não era a mesma coisa. 2013 fecha as cortinas sob o slogan de “run, baby, run”. O confronto é mediático o suficiente para atrair o fã casual. Boston College tem André Williams. E agora, desde que o running back se tornou finalista do Heisman Trophy, não existe desculpa para não o conhecer. Imperial, com 4 jogos acima das 200 jardas e um acima das 300, André Williams era um segredo bem guardado. Já não é., depois de 2.102 jardas corridas. Do lado oposto, um nome mais reconhecível, aparecendo em posições cimeiras nos draft boards. Ka’Deem Carey, também um portento no solo, terminou em 5º em jardas corridas, a nível nacional. Vejam o jogo e depois abram o champanhe. Uma boa forma de dizer adeus a 2013…

Hyundai Sun Bowl

Data: 31 de Dezembro
Horário em Portugal: 19 horas
Equipas: UCLA versus Virginia Tech

Motivos de interesse: As badaladas que anunciam a rendição de 2013 estão a poucas horas de distância. Haverá mais em que pensar do que ver futebol americano. Há? Para aqueles fãs mais empedernidos, ou para os que passarão o serão no conforto do lar, eis uma boa oportunidade para ver Brett Hundley, quarterback de UCLA. O seu primeiro ano no College, em 2012, foi eclipsado pelo furação mediático Manziel. Mas o freshman foi um das belas histórias da prova, mostrando um braço potente e a capacidade de gerir um ataque de forma consistente. 2013 apenas veio cimentar essa ideia. Hundley é excelente. Do outro lado, na mesma posição, temos Logan Thomas, um antigo menino bonito da imprensa, caído em desgraça, após uma época aos solavancos. Na antecâmara do draft, com milhares de olhos colados avidamente às performances dos jogadores, quem sobressairá?

Chick-fil-A Bowl

Data: 1 de Janeiro
Horário em Portugal:
1 hora
Equipas: Texas A&M versus Duke

Motivos de interesse: Se acima perguntava se existia melhor maneira de sair do ano, que tal entrar em 2014 a ver Johnny Manziel? O jogo, que se disputará às 20 horas em território americano, é imperdível. Para mim, pelo menos, que acho Johnny Football o mais empolgante jogador da actualidade. Já cometi a proeza de, numa noite de consoada, colocar a família a assistir a um Giants –Jets, nos bons tempos da ESPN. Desta feita, eis que entre passas, brinde com champanhe e marisco à descrição, conto estar suficientemente sóbrio para ver o embate. Manziel e Mike Evans, um dos melhores receivers da actualidade, disputarão provavelmente o seu último jogo, antes de optarem por ir para a NFL. Tal como Jake Matthews, o left tackle da equipa e um dos top na posição. Duke, por sua vez, vem de uma temporada de sonho, alcançando a final da ACC (onde perdeu contra Florida State). Precisam de melhores ingredientes?

Capital One Bowl

Data: 1 de Jameiro
Horário em Portugal: 18 horas
Equipas: South Carolina versus Wisconsin

Motivos de interesse: Uma universidade com predominância no jogo corrido, prestes a dar mais dois talentos à NFL (Melvin Gordon e James White), com um excelente receiver (Jarel Abbrederis), num embate contra uma equipa da SEC fortemente regular na qualidade que apresenta. Connor Shaw, QB de South Carolina, tem aqui uma oportunidade excelente para subir no stock para o próximo draft. Mas, se existe um nome que estará sob intenso escrutínio, ele é Jadeveon Clowney, o defensive end que se afigura como a mais intrigante figura a entrar no draft de 2014. Quem é ele, na realidade? O miúdo que maravilhou quem o viu, em 2012, um atleta portentoso? Ou a prima donna que se arrastou pelos relvados, em 2013, entre lesões, amuos e indisposições?

Outback Bowl

Data: 1 de Janeiro
Horário em Portugal:
18 horas
Equipas: LSU versus Iowa

Motivos de interesse: Zach Mettenberger. Zach Mettenberger. Zach Mettenberger. Zach Mettenberger. Zach Mettenberger. Zach Mettenberger. O quarterback de LSU parece a companhia perfeita para uma tarde de sofá, recuperando das emoções da passagem-de-ano. O jogo é a reedição do Capital One Bowl de 2005, com Iowa a surpreender LSU com um touchdown de 56 jardas, na última jogada do desafio. Foi o último jogo de Nick Saban como treinador de LSU. As coisas que se aprendem na Wikipédia. Ah, e era brincadeira achar que LSU tem apenas Mettenberger como ponto de interesse. Adicionem também Jeremy Hill, o seu principal RB e Odell Beckham, um WR ágil e empolgante.

Rose Bowl

Data: 1 de Janeiro
Horário em Portugal:
22 horas
Equipas: Michigan State versus Stanford

Motivos de interesse: É o Rose Bowl, caraças! Isto já é território mítico. Uma BCS Bowl. Enquanto se cura a ressaca no sofá, eis um bom remédio para a maleita. Duas das melhores defesas da prova. Os Spartans destruíram os sonhos de Ohio State, vencendo o título da Big 10, atingindo a Rose Bowl pela primeira vez, nos últimos 25 anos. Possuem a melhor defesa da nação (248 jardas por jogo) e permitem uma média de 12,7 pontos ao adversário. Stanford, por seu lado, não fica a invejar o adversário. 14º lugar na defesa (permitindo 339 jardas por jogo) e 18,6 pontos de média, cedidos ao opositor. Será uma luta árdua, com Stanford a defender o troféu que conquistou no ano passado. Esperem um duelo faiscante, com dois excelentes running backs (Tyler Gaffney, de Stanford e Jeremy Langford, dos Spartans) e dois quarterbacks talentosos (Connor Cook e Kevin Hogan).

Fiesta Bowl

Data: 2 de Janeiro
Horário em Portugal:
1,30 horas
Equipas: Baylor versus Central Florida

Motivos de interesse: Todos. É uma Bowl BCS. Tem Baylor e o seu ataque de videojogos. Tem Bryce Petty, um dos quarterbacks a manter debaixo de olho, em 2014. Tem Art Briles, head coach de Baylor, que transformou a pequena universidade num nome a ter em conta, luzindo o seu inédito título da Big 12. Do outro lado, um neófito nestas andanças, tal como Baylor. Ambos realizam o seu primeiro BCS Bowl. UCF tem Blake Bortles, um dos quarterbacks cujo stock tem vindo a subir, no draft board de alguns scouts. Tudo bons motivos para nova noitada. O patrão entenderá as olheiras, no dia seguinte…

Sugar Bowl

Data: 2 de Janeiro
Horário em Portugal: 1,30 horas
Equipas: Alabama versus Oklahoma

Motivos de interesse: É mais uma BCS Bowl. Chega? Para os que franzem o nariz perante o horário tardio, relembro que terão longos 7 meses para dormirem à vontade, sem futebol. Aproveitem enquanto dura. Alabama, afastada da 3ª final consecutiva por Auburn, num lance milagroso, aproveitará a oportunidade para demonstrar que a perda desse jogo não passou de um acontecimento fortuito. Será um confronto interessante, com a habitual panóplia de despedidas. AJ McCarron, Vinnie Sunseri, Ha Ha Clinton-Dix, Cyrus Koundjio devem realizar o último jogo por ‘Bama. Haverá despedida emocional, ou ficará provado que a SEC é overrated, como profetiza Bob Stoops, head coach dos Sooners? Estes, sem se dar muito por eles, terminaram novamente uma temporada com 10 vitórias, impedindo Oklahoma State, o grande rival, de atingir uma BCS Bowl, ao derrotarem-nos na última semana do College. O favoritismo é de Alabama, mas os Sooners aparecem motivadíssimos…

Orange Bowl

Data: 3 de Janeiro
Horário em Portugal:
22 horas
Equipas: Ohio State versus Clemson

Motivos de interesse: Outra Bowl BCS. Com pedigree. E com um tiroteio à vista. Os Buckeyes ainda lambem as feridas, após a dolorosa derrota na final de conferência, contra Michigan State, que os impediu de disputar a final nacional. Clemson, por seu turno, tornou a mostrar todos os predicados e defeitos dos últimos anos. Um ataque explosivo e uma defesa permeável, sucumbindo novamente às mãos da sua habitual besta negra: Florida State. Mas com um ataque onde pontifica Tahj Boyd, Sammy Watkins, Martavis Bryant, tudo é possível. Boyd e Watkins devem realizar o seu último jogo pela universidade, tal como o defensive end Vic Beasley. Do lado de Ohio, o espectáculo é garantido, com Braxton Miller e Carlos Hyde a prometerem fazer misérias na defesa contrária.

Cotton Bowl

Data: 4 de Janeiro
Horário em Portugal:
24,30 horas
Equipas: Missouri versus Oklahoma State

Motivos de interesse: Duas equipas que ainda lambem as feridas das derrotas recentes. Mizzou perdeu a final da SEC, numa época em que têm tanto de que se orgulhar. Por sua vez, os Cowboys foram derrotados pelos rivais de Oklahoma, perdendo a possibilidade de vencerem a Big 12. Jogo interessante, com Missouri a reunir a dose elevada de favoritismo. Mantenham debaixo de olho o trio (de luxo) no ataque dos Tigers: James Franklin, quarterback; Henry Josey, running back e Dorial Green-Beckham, wide receiver. Espectáculo garantido.

BBVA Compass Bowl

Data: 4 de Janeiro
Horário em Portugal:
18 horas
Equipas: Houston versus Vanderbilt

Motivos de interesse: Sim, já estamos em 2014. O tempo passa a correr. Este não é um jogo estrelado por vedetas. É mais um embate entre programas de futebol que procuram ascender a um patamar respeitável. Vanderbilt, na difícil SEC, tem construído uma reputação de solidez, desde que James Franklin tomou as rédeas da equipa. Houston, vegetando na periferia do interesse da imprensa, vive permanentemente num limbo onde os seus feitos são desvalorizados e as derrotas jocosamente comentadas. Mas, ano após ano, desde a chegada de Tony Levine ao comando técnico, a equipa tem sido consistente. É um duelo entre equipas que terminaram a regular season com um recorde similar: 8-4.

BCS National Championship

Data: 7 de Janeiro
Horário em Portugal:
1,30 horas
Equipas: Florida State versus Auburn

Motivos de interesse: É preciso escrever algo? Final completamente fora dos prognósticos iniciais, com os Seminoles e Auburn a tomarem de assalto as respectivas conferências. Um jogo entre uma defesa (Florida State) tida como uma das melhores da competição, contra um ataque imparável, que tem elevada expressão no jogo corrido. Nick Marshall e Tre Mason são um duo imparável, que tem dizimado defesas atrás de defesas. Os Seminoles terão, contra este duo, o seu mais exigente teste da época. Para contrabalançar, têm Jameis Winston, o senhor Heisman Trophy, Devonta Freeman, running back que impede a monopolização do ataque no jogo de passe e, claro, um tridente de receivers que é um regalo: Kelvin Benjamin, Kenny Shaw e Rashad Greene. Quem vencerá? Aguentem até à madrugada do dia 7 e saberão.

About The Author

Paulo Pereira

O meu epitáfio, um dia mais tarde, poderá dizer: “aqui jaz Paulo Pereira, junkie em futebol americano”. A realidade é mesmo essa. Sou viciado. Renascido em 2008, quando por mero acaso apanhei o Super Bowl dos Steelers/Cardinals, fiz um reset em [quase] todos os meus dogmas. Aquele desporto estranho, jogado de capacete, entranhou-se no meu ADN, assumindo-se como parte integrante da minha personalidade. Adepto dos Vikings por gostar, simplesmente, de jogadores que desafiam os limites. Brett Favre entra nessa categoria: A de MITO.