Madden 16: Os Maluquinhos da Bola!

Pedro Nuno Silva 18 de Junho de 2015 Red Zone Comments
Madden 16

Madden 16: Os Maluquinhos da Bola!

Todos os anos, em Agosto, lá para o final do mês, a EA Sports faz sempre a mesma maldade: lança a sua edição anual do glorioso Madden NFL para XBox e PS4, mas aqui por Portugal, se o queremos comprar, temos de o pedir numa loja de jogos que o mandem vir do estrangeiro, ou então teremos, eventualmente, de comprá-lo via Amazon e afins ou ainda, se tivermos sorte, pode ser que a Sony ou a Microsoft o disponibilizem nas suas lojas online.

Desde o Madden 10 que esse ritual de compra do jogo se repete, de forma consecutiva, cá por casa. As primeiras 3 edições foram devoradas sofregamente numa ânsia incontida de explorar todos os recantos do jogo, sem falhar uma só opção. Chegamos mesmo a criar uma NFL alternativa com 32 equipas imaginárias com nomes gloriosos como os Boston Bulldogs, os San Antonio Snakes ou os Orlando Gladiators. Todas com fatiotas inventadas com recurso às opções de criação que o jogo disponibilizou até ao Madden 12.

Mas a desilusão gigantesca que foi a edição comemorativa dos 25 anos do jogo (Madden 25), em 2013, quase deitou por terra a nossa paixão pelo mesmo.

Felizmente que o Madden 15 pôs de novo as coisas nos eixos e de pudemos gozar, mais uma vez, de forma plena, as delícias de um passe de 25 jardas, de uma corrida imparável em direcção à “endzone” adversária e, sobretudo, deliramos com as tareias que demos a tudo o que fosse QB ou jogador atacante com hits, sacks e intercepções monstruosas e históricas, graças às incríveis e novas funcionalidades da Conected Carrer, modo “defensive lineman”. Claro que as novas consolas da Playstation e da Xbox deram uma preciosa ajuda com as fantásticas inovações nelas introduzidas, sobretudo ao nível das placas gráficas e desempenho geral.

Pois bem, chegou a altura de anunciar que a EA Sports abriu o período de “Pre-Order” do Madden 16. E as “features” anunciadas nos vários artigos que já lemos são mesmo de deixar água na boca aos fanáticos amantes do jogo. Diz quem já o viu que, deste vez é que é! Que o que vemos no trailer é mesmo o que nos dão no jogo!

E a lista de novidades é imensa, adivinhando-se um reforço da aposta nas funcionalidades online, tão do agrado da XBox e da PS4… uma vez que obrigam a que os jogadores paguem… para jogar! Mas sobre isso já falaremos, com mais conhecimento de causa, quando deitarmos a mão à caixinha do jogo, algures depois de 25 de Agosto, data de lançamento do Madden 16 em todo o mundo. Bem! Em todo o mundo? Não! Na ponta mais ocidental da Europa, num país chamado Portugal, as irredutíveis lojas de jogos resistem a vender o Madden! E nesse rectângulo à beira mar plantado a vida não é nada fácil para as legiões de adeptos do jogo… os chamados maluquinhos da bola!

About The Author

Pedro Nuno Silva

Português. Duriense de nascimento. Tripeiro de coração. Minhoto por adopção. Numa palavra: nortenho. Ou seja, tinha tudo para ser um ignorante sobre futebol americano. Mas a 2 de Fevereiro de 2009 tudo mudou graças a cerca de 2 minutos de um jogo que era até aí um mistério insondável! Os culpados? Todos os jogadores dos Steelers e dos Cardinals. Mas, em particular, Ben Roethlisberger e Santonio Holmes e aquele touchdown a 30 segundos do final do jogo num equilíbrio improvável e que desafiou as leis da física e se pode colocar ao lado de um qualquer volteio do mais virtuoso bailarino do Bolshoi. A paixão pelo jogo cresceu de tal forma que hoje olho à minha volta e acho estranha tanta algazarra por causa das vitórias do F.C.Porto, da nossa seleccção ou das birras do CR7. Definitivamente tornei-me num alien em pleno coração do Alto Minho!