Kickoff: NFL 2017 – Super Bowl LII

João Malha 4 de Fevereiro de 2018 NFL Comentários Desligados
Kickoff: NFL 2017 - Super Bowl LII

Kickoff: NFL 2017 – Super Bowl LII

Números e Curiosidades do Super Bowl LII

  • A experiência poderá desempenhar um fator fundamental no Super Bowl. E a vantagem dos Patriots a este nível é gigante. 32 jogadores com presenças no jogo decisivo, contra apenas seis do lado dos Eagles. Na realidade, a estatística diz que há um empate, 22-22, de vitórias entre mais e menos experientes pelo que talvez não seja aí o factor decisivo.
  • Bill Belichick e Tom Brady atingem este domingo a oitava presença no Super Bowl. Tanto quanto as equipas com mais presenças a seguir aos Patriots, que são os Steelers, Cowboys e os Broncos. A dupla Belichick-Brady, se vencer o Super Bowl, conquista a 28ª vitória em jogos de playoffs, o dobro da segunda melhor dupla treinador-quarterback (Chuck Noll/Terry Bradshaw).
  • Nunca um QB que lidere em passe a NFL conseguiu vencer o Super Bowl. Em cinco presenças, todos perderam. Brady lidera a NFL em 2017 a nível de jardas de passe, com 4577 jardas. Conseguirá, mais uma vez, o QB dos Patriots fazer história?
  • Apenas dois QB's na história da NFL conseguiram fazer mais de 25 passes para TD e só ter duas interceções num ano. Eles são Tom Brady (28TD e 2 INT em 2016) e Nick Foles (27TD e 2 INT em 2013), os dois finalistas deste ano.
  • Se Nick Foles conquistar o título de campeão, será o primeiro QB que começa a época como backup e termina conquistando o troféu Vince Lombardi desde 2001… ano em que Tom Brady fez o mesmo feito no seu segundo ano na NFL.
  • Nunca os Patriots de Brady e Bellichick defrontaram no Super Bowl uma equipa que estivesse no top-5 defensiva e ofensivamente (os Eagles são o terceiro melhor ataque e a quarta melhor defesa). Um aviso para os Pats de que a tarefa será tudo menos fácil.
  • Apenas por uma vez uma equipa que viu o seu QB cair por lesão na Week 14 e foi obrigada a seguir a época com o backup para chegar ao Super Bowl. Foram os Giants em 1990, com Phil Simms a perder o final da época, para ver Jeff Hostetler conduzir a equipa de Nova Iorque ao título!
  • Este é o primeiro Super Bowl em que os dois finalistas têm como melhor receiver o seu Tight End, quer em receções, quer em jardas de passe. Rob Gronkowski e Zach Ertz são os responsáveis por esta estatística.
  • LeGarrette Blount e Chris Long podem ser os primeiros jogadores após Deion Sanders a ganhar dois Super Bowls seguidos por equipas diferentes. Sanders fê-lo no Super Bowl XXIX e XXX, primeiro pelos 49ers e depois com os Cowboys. Há um ano, os dois jogadores faziam parte do elenco dos Patriots que conseguiu a mais épica reviravolta da história do Super Bowl. Agora, do lado dos Eagles, vão tentar repetir a vitória e juntarem-se a Sanders.

Palpite

  • Philadelphia Eagles@New England Patriots - Palpite: Patriots (65% favoritismo)

About The Author

João Malha

Profissional da área de comunicação e marketing, e sempre ligado ao desporto, sempre me fascinou o conceito de showbiz dos norte-americanos no que toca à promoção de qualquer espectáculo desportivo. Quando em 2003, a SportTv transmitiu pela primeira vez o Super Bowl, com estrondosa vitória dos Buccaneers de John Gruden sobre os Raiders, a curiosidade cresceu e ano após anos comecei a seguir as transmissões do maior evento desportivo mundial. Mas como em tudo na vida (pelo menos na minha forma de estar), é preciso um motivo mais forte para nos agarrarmos às coisas. Uma paixão que nos alimenta. E foi isso que aconteceu em 2010, aquando da final de Miami, ganha pelos Saints frente aos Colts do lendário Peyton Manning. Nesse dia senti finalmente que aquela era a minha equipa! E o aparecimento da ESPN America ajudou a não mais largar este desporto espectacular, que sigo semanalmente. Na Week 1 da temporada 2012/2013, cumpri o sonho de ir ver um jogo dos Saints ao vivo, ao Mercedes-Benz Superdome. Não vi os Saints vencerem, mas quem sabe se não terei a oportunidade de dizer que assisti ao primeiro jogo na NFL de um dos maiores QB’s da sua história, Robert Griffin III. Ver os Saints ao vivo foi uma experiência única que me faz olhar para o desporto com outros olhos. Quero saber mais e mais sobre o jogo, a sua história, lendas, regras, tácticas, etc. Let’s play ball!!!!

barbour pas cher barbour pas cher barbour pas cher barbour pas cher barbour pas cher golden goose saldi golden goose saldi golden goose saldi golden goose saldi golden goose saldi doudoune moncler pas cher doudoune moncler pas cher doudoune moncler pas cher doudoune moncler pas cher doudoune moncler pas cher moncler outlet online moncler outlet online moncler outlet online moncler outlet online moncler outlet online