The Game (2016): Ohio State vs Michigan

João Azevedo 26 de Novembro de 2016 Análise Jogos College, Artigos, College, História College Comentários Desligados
the game

“It’s called The Game for a reason!” – Ohio State Buckeyes vs Michigan Wolverines (2016)

O jogo entre os Buckeyes da universidade de Ohio State e aquela equipa azul e amarela é para os fãs de ambas as equipas, o evento do ano. Aliás, para os fãs deste desporto é um dos confrontos mais esperados do calendário. Todos os anos, Ohio State e Michigan confrontam-se no último jogo do ano para disputarem uma das rivalidades mais históricas do futebol universitário americano.

Este ano não é excepção, uma vez que os Buckeyes são segundos no Ranking do CFP e vão receber em casa, o Michigan que se encontra em terceiro lugar. Está também a ser disputado um lugar na final do campeonato da Big Ten e um lugar nos playoffs deste ano. Mas para aqueles de vocês que não são fanáticos de nenhuma das equipas, vamos ver como tudo isto começou.

Barrett é o QB dos Buckeyes para este jogo!

Barrett é o QB dos Buckeyes para este jogo!
Foto de: The Columbus Dispatch

A rivalidade ao longo do tempo

O “ódio” entre fãs de ambas as equipas não é de agora, na realidade, o confronto iniciou-se muito antes de ambos os lados meterem o pé em campo. A história diz que este duelo de titãs era político muito antes de ser desportivo. Quando  em 1897, os Wolverines receberam em casa os Buckeyes no primeiro jogo entre ambos, ainda estava presente na memória de muita gente a Guerra de Toledo (1835-36), que opôs os dois estados.

Esse primeiro jogo em 1897, disputado em Ann Arbor, resultou numa vitória de 34-0 a favor dos Wolverines. Desde aí até 1912, os Wolverines viriam a ganhar 12 dos 14 jogos, sendo os outros dois jogos empates… A partir de 1918, as equipas viriam a encontrar-se todos os anos para disputar aquele que ficou conhecido como o “The Game”. Até 2015 foram registados 112 jogos entre as duas equipas sendo o resultado final de 58 vitórias para o Michigan, 47 para Ohio State e 6 empates, no entanto, se analisarmos o registo da Big10, o resultado será a favor do Ohio com 47 vitórias, 46 derrotas e 4 empates.

Esta rivalidade está repleta de momentos marcantes e períodos temporais incríveis, sendo que o período entre 1968-1978 é conhecido como “a Guerra dos 10 Anos”, que foi disputada entre os generais Woody Hayes (treinador principal de Ohio State) e Bo Schembechler (treinador principal de Michigan). Hayes ficou conhecido por forjar a expressão “That team up north” uma vez que se recusava a dizer “Michigan”. Reza a lenda que Woody Hayes tinha um ódio tão intenso pelo estado do Michigan, que uma vez ao ter ficado sem gasolina no seu carro enquanto atravessava o estado, se recusou a encher o depósito, preferindo empurrar o seu carro até à fronteira do Ohio. Seja como for, desde aí que essa expressão foi adotada pelos Buckeyes e mesmo nos posters e eventos que promovem o jogo encontramos sempre “Ohio State vs That Team Up North”. Este ano, a coisa foi ainda mais longe no campus da universidade de Ohio State, ao ponto dos próprios alunos taparem a letra “M” em todos os sinais com um X.

Woody Hayes, o homem que cunhou a expressão "That Team Up North"

Woody Hayes, o homem que cunhou a expressão “That Team Up North”
Foto de: The Columbus Dispatch

Podemos relembrar entre estas duas equipas imensos jogos que marcaram a história da rivalidade como a “Snow Bowl” de 1950 ou o “Jogo do Século” de 2006. No entanto, um dos aspetos mais curiosos relacionados com esta rivalidade ocorreu em 2011, quando o pequeno Grant Reed, com apenas 10 anos, foi diagnosticado com um tumor cerebral. Reed, que era adepto dos Buckeyes, decidiu chamar ao seu cancro “Michigan” porque segundo ele “no fim, Ohio State vence sempre o Michigan”; a verdade é que em 2013, depois da sua última sessão de quimioterapia, o cancro estava em remissão. Reed teve o apoio de fãs de ambas as equipas, bem como dos próprios treinadores (Urban Meyer e Brady Hoke), sendo que esta história marca talvez, a única batalha que foi vencida pelas duas equipas ao mesmo tempo. Para Reed, no entanto, foi ele quem venceu o “Michigan”.

2016, #2 Ohio State vs #3 TTUN, Quem Vencerá?

Este ano, os Buckeyes recebem os Wolverines em Columbus, no Ohio Stadium. Nos últimos 20 anos, Ohio State venceu 14 dos 20 encontros e o ano passado foram a Ann Arbor vencer 42-13, sendo a terceira vez consecutiva que os Buckeyes vencem este duelo com 42 pontos marcados. No entanto, este ano, a coisa promete ser renhida e é difícil prever qual das equipas poderá sair vencedora.

Estatísticas de Ohio State e Michigan nos rankings nacionais 2016

Estatísticas de Ohio State e Michigan nos rankings nacionais 2016
Estatísticas de: National Collegiate Athletic Association

Analisando as estatísticas, Michigan tem uma defesa melhor que Ohio State, sendo os primeiros em toda a FBS. Mas Ohio State tem um ataque melhor no geral, à excepção da Red Zone. Mesmo as estatísticas não permitem definir claramente um vencedor, no entanto, acho que com base nos números apenas, os Wolverines são os candidatos à vitória final, uma vez que também acho que o seu plantel é mais forte.

Mas…os números não são tudo e os Buckeyes jogam em casa, algo que num jogo destes é bastante importante e sinceramente não vejo Ohio State a querer perder em frente ao seu público.

Paixão, espírito, garra, força de vontade…nada disso se mede em tabelas com números e entre estas duas equipas, serão esses os fatores que irão determinar o vencedor e o derrotado.

Acredito que os Buckeyes vão deixar o coração em campo para nos dar a vitória neste jogo, a final de contas, o nosso lema é “Our honour defend, we will fight untill the end, for OHIO”!

The Shoe (Ohio Stadium), o local onde será disputado o jogo este ano

The Shoe (Ohio Stadium), o local onde será disputado o jogo este ano
Foto de: The Columbus Dispatch

About The Author

João Azevedo

Estou atualmente a licenciar-me em Ciência Política e Relações Internacionais, mas a minha paixão pelo futebol americano existe há imenso tempo. Este desporto aprisionou-me desde o primeiro segundo em que o vi e percebi que é sem dúvida o melhor desporto à face da terra! Gosto da vertente profissional e do college e sou um fã devoto dos New York Jets e dos Ohio State Buckeyes. Aquilo que mais quero, para além de ver os Jets ganharem um Super Bowl, é ajudar este desporto a crescer em Portugal e um dia, quem sabe, vir a ser treinador nesta modalidade. J-E- T-S! JETS! JETS! JETS!