Arizona Cardinals – University of Phoenix Stadium

João Malha 2 de Março de 2015 Estádios NFL, NFL Comments
University of Phoenix Stadium

Arizona Cardinals – University of Phoenix Stadium

O University of Phoenix Stadium é a casa dos Arizona Cardinals e foi o palco da grande final da NFL, o Super Bowl XLIX, onde os New England Patriots conquistaram novo anel depois de uma década de seca, e logo frente aos campeões em título, Seattle Seahawks. Esta foi a segunda vez que este estádio, localizado na cidade de Glendale, no estado do Arizona, foi o palco do maior evento desportivo do mundo.

University of  Phoenix Stadium home of the Super Bowl XLIX

University of Phoenix Stadium home of the Super Bowl XLIX

Características do University of Phoenix Stadium

A sua data de abertura foi no dia 1 de agosto de 2006. Totalmente coberto (longe do cenário do Snow Bowl de há um ano em NYC), o estádio tem capacidade para 63.400 pessoas, mas que pode atingir até mais de 78.000 pessoas, como já aconteceu no BCS National Championship Game. A cobertura do estádio é amovível (e translúcida).

Vista do University of Phoenix Stadium

Vista do University of Phoenix Stadium

O relvado é 100% natural, fruto de um sistema inovador que permite deslizar o relvado para fora do edifício, ficando durante todo o dia exposto à luz solar. Um sistema que permite também a realização de outros eventos, como concertos, no local do terreno de jogo sem haver quaisquer danos no relvado. Esta característica única ajuda a explicar o valor gasto na construção do estádio: 455 milhões de euros.

O nome deve-se não ao facto da Universidade de Phoenix utilizar o estádio para as suas equipas (até porque não as tem) mas sim devido a um patrocínio como naming sponsor da infraestrutura.

University of Phoenix Stadium Seating Chart

University of Phoenix Stadium Seating Chart

A construção do estádio levou três anos e permitiu aos Cardinals deixarem de usar o estádio de uma equipa universitária, algo que se verificava desde 1988, quando a franquia se mudou para o Arizona. Até 2006, os Cardinals jogavam no Devils Sun Stadium, casa da Arizona State University. O desenho do estádio foi feito pela Eisenman Architects e pela HOK Sports, conhecida por ter desenhado vários estádios de renome mundial, entre eles o nosso bem conhecido Estádio da Luz, em Lisboa, propriedade do Sport Lisboa e Benfica. Visto por fora, o estádio assemelha-se a um Barrel Cactus, uma planta característica do deserto do Arizona.

O estádio é considerado um ícone da região, tendo sido considerado pela prestigiada revista Business Week como um dos 10 mais impressionantes estádios em todo o mundo graças à sua cobertura retrátil e ao relvado também ele amovível. Foi o único estádio norte-americano a figurar neste ranking.

Momentos Históricos no University of Phoenix Stadium

O ponto alto foi sem dúvida o já em cima referido Super Bowl, em 2008, onde os New York Giants bateram os New England Patriots. Esse jogo teve lugar um ano depois da temporada de estreia do estádio, cuja inauguração teve lugar num confronto dos Arizona Cardinals contra o Pittsburgh Steelers, em Agosto de 2006, em plena preseason, com a equipa da casa a vencer os rivais por 21-13. Um mês depois acontecia a estreia em jogos oficiais, com nova vitória, agora sobre os San Francisco 49ers. Graças ao sistema de ar condicionado, esta foi a primeira vez que os Cardinals puderam jogar a Week 1 em casa desde 1988!

 

About The Author

João Malha

Profissional da área de comunicação e marketing, e sempre ligado ao desporto, sempre me fascinou o conceito de showbiz dos norte-americanos no que toca à promoção de qualquer espectáculo desportivo. Quando em 2003, a SportTv transmitiu pela primeira vez o Super Bowl, com estrondosa vitória dos Buccaneers de John Gruden sobre os Raiders, a curiosidade cresceu e ano após anos comecei a seguir as transmissões do maior evento desportivo mundial. Mas como em tudo na vida (pelo menos na minha forma de estar), é preciso um motivo mais forte para nos agarrarmos às coisas. Uma paixão que nos alimenta. E foi isso que aconteceu em 2010, aquando da final de Miami, ganha pelos Saints frente aos Colts do lendário Peyton Manning. Nesse dia senti finalmente que aquela era a minha equipa! E o aparecimento da ESPN America ajudou a não mais largar este desporto espectacular, que sigo semanalmente. Na Week 1 da temporada 2012/2013, cumpri o sonho de ir ver um jogo dos Saints ao vivo, ao Mercedes-Benz Superdome. Não vi os Saints vencerem, mas quem sabe se não terei a oportunidade de dizer que assisti ao primeiro jogo na NFL de um dos maiores QB’s da sua história, Robert Griffin III. Ver os Saints ao vivo foi uma experiência única que me faz olhar para o desporto com outros olhos. Quero saber mais e mais sobre o jogo, a sua história, lendas, regras, tácticas, etc. Let’s play ball!!!!