Cowboys @ Giants: Dallas Cowboys Embaraçam Campeões!

José Guia 8 de Setembro de 2012 Análise Jogos NFL Comentários Desligados

Dallas Cowboys at New York Giants

1 2 3 4 F
Dallas Cowboys 0 7 10 7 24
New York Giants 0 3 7 7 17

Chegados ao primeiro jogo da temporada regular os campeões em título New York Giants receberam no seu estádio os Dallas Cowboys, rivais directos na divisão Este da NFC.

NY Giants vs Dallas Cowboys

Cerimónia antes do Kickoff

Numa noite de muito calor foi notório o nervosismo e ansiedade inicial de ambas as equipas. Pode-se dizer que nenhuma delas teve um começo auspicioso. Para começar os Giants e a sua equipa atacante, com o quarterback Eli Manning ao leme, foram os primeiros a ter oportunidade de atacar e não se pode dizer que tenham tido sucesso pois nem conseguiram por uma vez alcançar as 10 jardas necessárias para ter um novo conjunto de jogadas.

Do lado dos Cowboys a história também não foi muito diferente. No entanto, na primeira vez que Tony Romo, o quarterback dos Cowboys, pisou o campo, podemos assistir a um sack por parte do defensive tackle Rocky Bernard dos Giants. Para além disso os Cowboys viram-se privados do center titular Phil Costa, pois lesionou-se durante o primeiro “drive” dos Cowboys, sendo substituído pelo suplente Ryan Cook.

O primeiro período não nos prometia nada de bom. Durante esse tempo apenas tivemos direito a assistir ao “fumble” por parte do rookie running back dos Giants David Wilson que ao fazer uma jogada em corrida perdeu a bola após placagem do linebacker Shaun Lee dos Cowboys, sendo a bola recuperada pelo safety Barry Church dos Cowboys.
O primeiro período acabou com uns redondos zeros por parte das duas equipas.

No início do segundo período fomos brindados com o centésimo “sack” da carreira de DeMarcus Ware, linebacker dos Dallas Cowboys que fez com que os Giants e Eli Manning perdessem 14 jardas na jogada e fossem obrigados a chutar a bola.

Tony Romo em seguida permite a sua primeira intercepção após um “drive” que, até aí, estava a ser promissor. Depois de ter sido penalizado em 5 jardas por não iniciar a jogada a tempo, e pressionado pela defesa dos Giants, Romo permitiu que o linebacker Michael Boley dos Giants interceptasse a bola a meio campo, num passe dirigido para o wide receiver Kevin Ogletree, correndo em seguida até às duas jardas dos Cowboys, sendo parado em falta pelo tackle Tyron Smith. Tudo isto permitiu que Eli Manning tomasse as rédeas do jogo a apenas uma jarda do touchdown.

No entanto e ao contrário do que seria de esperar, após duas tentativas em corrida e uma em passe, Eli Manning e os Giants não foram capazes de entrar na “end zone” dos Cowboys e tiveram de se contentar com o “field goal” de 22 jardas concretizado pelo kicker Lawrence Tynes. Na jogada anterior Victor Cruz (wide receiver) e os Giants ficaram a reclamar uma falta não assinalada pelos árbitros por puxão de um defesa dos Cowboys a Victor Cruz.

Faltavam 09:14 minutos para se jogar quando os primeiros pontos surgiram no marcador. No entanto o melhor estava para vir.

Após um “drive” dos Cowboys e outro dos Giants que não deram em nada Tony Romo volta a pisar o campo para nos maravilhar com as suas habilidades.

Após o aviso dos dois minutos, Romo lança uma bomba de 38 jardas para o wide receiver Dez Bryant, colocando assim os Cowboys nas 15 jardas dos Giants. Algumas jogadas depois, Romo evita a pressão fugindo à defesa dos Giants e faz um passe de 10 jardas certeiro para as mãos do wide receiver Kevin Ogletree conseguindo assim o primeiro touchdown da temporada e do jogo.

Kevin Ogletree

Kevin Ogletree foi uma das figuras da noite ao marcar dois Touchdowns
Fonte da Imagem: Jeff Zelevansky/Getty Images

Até ao final da primeira parte de realçar apenas mais um sack de DeMarcus Ware ao quarterback dos Giants Eli Manning e ainda um passe que o wide receiver Victor Cruz dos Giants deixou cair quando estava sozinho.

Após o intervalo o primeiro ataque a entrar em campo foi o da equipa que, para a revista Forbes, é a mais valiosa, os Dallas Cowboys (avaliados em 2,1 mil milhões de dólares). E não poderiam ter começado da melhor forma! Romo conduziu a sua renovada linha ofensiva e restantes jogadores a um “drive” que começou nas suas 20 jardas e teve como ponto alto o passe de 40 jardas mais uma vez para o wide receiver Kevin Ogletree que fez assim o seu segundo touchdown e também o segundo da equipa, numa jogada em que Romo teve de fugir da pressão da defesa dos Giants e onde Kevin Ogletree, num excelente movimento duplo, deixou o defesa para trás, ficando livre para receber o passe de Romo e correr até à “end zone”. Um “drive” que consumiu quase 5 minutos ao tempo de jogo e conquistou 80 jardas.

Por esta altura já os Giants e Eli Manning faziam contas à vida. A defesa dos Cowboys estava a realizar um excelente jogo em grande parte devido à estratégia do coordenador defensivo Rob Ryan, mas também pela adição dos novos corner backs Brandon Carr e Morries Claiborne, sendo este último um rookie seleccionado no último “draft” pelos Cowboys.

Estava na altura do quarterback dos Giants elevar o seu jogo e Eli Manning não esteve com meias medidas lançando um míssil de 39 jardas para o wide receiver Domenik Hixon conseguindo assim chegar às 10 jardas dos Cowboys. Na jogada seguinte os Giants conseguiram o seu primeiro touchdown numa jogada em corrida realizada pelo running back Ahmad Bradshaw. Um excelente “drive” de 6 minutos e 90 jardas.

O que até ao momento tinha sido um jogo fraco em termos de jogadas em corrida pareceu mudar. Após o touchdown dos Giants foram os Cowboys e o seu running back DeMarco Murray a conseguirem uma jogada em corrida na qual ganharam 48 jardas. Esta jogada que, no início, tinha tudo para correr mal, pois Murray esteve quase a ser placado por duas vezes, conseguindo no entanto escapar à defesa dos Giants. Se tivesse arriscado um pouco mais, poderia ter ido até ao touchdown, no entanto ficou-se pelas 25 jardas do território dos Giants.

Com um “sack” a Romo feito pelo defensive tackle Joseph Linval dos Giants e um passe deflectido pelo corner back Michael Coe dos Giants, os Cowboys não conseguiram capitalizar mais que um “field goal” de 34 jardas concretizado pelo kicker Dan Bailey.

O 3º período termina sem nenhuma das equipas conseguir pontuar novamente.

O início do 4º período fica marcado por mais um sack sofrido por Eli Manning desta feita pelo defensive lineman Jason Hatcher dos Cowboys.

NY Giants vs Dallas Cowboys

Jason Hatcher realiza um sack a Eli Manning
Fonte da Imagem: The Star-Ledger-US PRESSWIRE

Logo depois Romo e os seus Cowboys fizeram aquele que talvez tenha sido o melhor “drive” da noite, não por ter uma jogada fantástica, mas sim pelo equilíbrio dado entre a corrida e o passe e por todos os pequenos ajustes que Romo ia fazendo de acordo com as indicações que o posicionamento da defesa contrária lhe dava. Um “drive” que consumiu quase sete minutos de tempo de jogo, derivado também a algumas faltas que penalizaram os Cowboys, e que culminou com um passe de 34 jardas de Romo para o wide receiver Miles Austin efectuar o touchdown quando até precisavam de 30 jardas para conseguir um novo conjunto de jogadas e entrar na “red zone”.

Com pouco menos de 6 minutos para jogar Eli Manning e os Giants apostaram no “no huddle”, isto é, não se juntavam para decidir a jogada e colocavam-se logo em posição para sair a jogar, com Eli Manning a transmitir a informação oralmente ou por código gestual. Esta estratégia resultou, conseguindo ganhos de 34 jardas numa jogada em corrida efectuada pelo running back A. Bradshaw e ainda arriscando por duas vezes na quarta tentativa quando estavam a uma e duas jardas respectivamente, de conseguir novo conjunto de jogadas, acabando por conseguir chegar ao touchdown num passe de 9 jardas de Eli Manning para o tight end Martellus Bennett.

Os Giants conseguiam assim reduzir o resultado para 24-17 ficando a apenas um touchdown de diferença. No entanto, com o cronómetro a marcar 2:36 e com a bola a ser jogada para o campo dos Cowboys, foi uma questão de deixar correr o tempo, pois os Giants, mesmo utilizando os dois “timeouts” restantes, foram incapazes de impedir os Cowboys de ganharem um novo conjunto de jogadas ou de lhes roubar a bola.

Fica para a história que pela primeira vez desde 2004 a equipa que vence o Superbowl sai derrotada no jogo de abertura da temporada seguinte.

Cowboys Giants Highlights

Highlights do Jogo entre os Dallas Cowboys e os New York Giants

MVP – QB Tony Romo, apesar de um começo atribulado mostrou que tem qualidade para levar a equipa até muito longe.

PositivoDefesa dos Cowboys em especial os CB, os árbitros não tiveram impacto no resultado final do jogo, Jason Witten TE dos Cowboys parece recuperado da lesão.

Negativo – Incapacidade da defesa dos Giants, linha ofensiva dos Cowboys foi remodelada e precisa de proteger melhor Romo, lesão do Center Phil Costas dos Dallas Cowboys.

 

About The Author

José Guia

Nascido da bela colheita de 1983 e criado no Algarve desde cedo comecei a praticar o futebol Europeu, joguei 13 anos federado no Silves Futebol Clube e sempre fui adepto da prática de desporto. Sou fã de várias modalidades para além do "soccer", mas foi em 2007 num belo ano que vivi em Lisboa, que comecei a conhecer o Futebol Americano, em conjunto com o meu grande amigo João Mestre tivemos a enorme felicidade de acompanhar a quase perfect season dos New England Patriots, infelizmente não desfrutamos da vitória no Superbowl mas começamos isso sim a desfrutar, apreciar e adorar este grande desporto que é o Futebol Americano. Como não poderia deixar de ser sou fã dos Patriots, não só por essa época em particular mas também por já gostar dos Boston Celtis (Basket) e da cidade de Boston em si. Hoje em dia costumo dizer aos meus amigos que sou Leão de coração e Patriota (Patriots) de alma.